Meia tem uma lesão de grau dois no músculo posterior da coxa esquerda e acabou vetado pelo departamento médico

Técnico do Vasco , Joel Santana encerrou nesta quinta-feira os treinamentos que antecedem o duelo contra o Paraná Clube, na Vila Capanema, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Entretanto, a descontraída atividade recreativa na sede do Centro de Futebol do Zico (CFZ) contrastou com uma triste notícia: com uma lesão de grau dois no músculo posterior da coxa esquerda, o meia Lucas Crispim acabou vetado pelo departamento médico e não seguirá viagem para Curitiba.

Com Eurico favorito, eleição no Vasco é anunciada para 11 de novembro

Durante as movimentações da última quarta-feira, Crispim sentiu uma fisgada no local e teve de abandonar os exercícios propostos por Joel Santana. Embora não tenha previsão exata para retornar, os médicos estimam que o estaleiro durará 15 dias, no mínimo. Por sua vez, o zagueiro Douglas Silva, com uma torção de grau três no tornozelo esquerdo, segue sem data de volta.

Após comandar o treinamento, que contou inclusive com uma partida de futevôlei, Santana concedeu entrevista coletiva, onde pregou mistério sobre a escalação. O comandante confirmou apenas a presença de Carlos César na lateral direita. Entretanto, não afirmou quem será o dono do setor defensivo esquerdo. Lorran e Diego Renan brigam pela vaga.

Veja como está a classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

Caso repita a equipe que treinou na maior parte da última quarta-feira, o Vasco entrará na Vila Capanema no esquema 4-5-1, com Martín Silva; Carlos César, Luan, Rodrigo e Lorran (Diego Renan); Guiñazú e Aranda; Pedro Ken, Douglas e Maxi Rodríguez (Thalles); Kleber. O compromisso terá início às 21h50 (de Brasília).

O Vasco figura na terceira posição da Segunda Divisão, com 55 pontos, trilhando um retrospecto de 14 vitórias, 13 empates e apenas cinco derrotas. Seu ataque marcou 44 gols, ao passo que sua defesa acabou vazada em 30 oportunidades. O Paraná é o 13º colocado, com 40.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.