Associação Uruguaia de Futebol tenta reduzir punição de nove jogos oficiais pela seleção imposta ao atacante do Barcelona

Luis Suarez participa de treino do Uruguai
AP
Luis Suarez participa de treino do Uruguai

A Associação Uruguaia de Futebol (AUF) prepara um último recurso para tentar reduzir a punição de nove jogos oficiais pela seleção imposta a Luis Suárez. O advogado Alejandro Balbi, que está cuidando do caso, explicou em entrevista ao jornal Ovación que a AUF aposta na ausência de Suárez na Copa América do ano que vem para contar com o jogador desde o início das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, que começam no fim de 2015.

"Temos claro que não podemos pedir algo sem dar nada em troca. No caso de uma suspensão como a que sofreu Luis, podemos solicitar que diminuam a pena depois de ter cumprido algo. Quer dizer, se deram nove partidas e só cumpriu uma, não vão nos conceder nada", disse Balbi.

Paulinho tem o pior início de temporada na Europa entre os brasileiros da Copa

Como o Uruguai foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Mundo, Suárez cumpriu apenas um jogo dos nove da suspensão imposta pela Fifa - os amistosos não contam. A aposta da Associação Uruguaia é que a seleção consiga avançar ao menos até a semifinal da Copa América, para poder disputar seis partidas e, assim, reduzir a três os jogos restantes para a punição a Suárez estar completa.

O atacante também teve de cumprir outra suspensão, de quatro meses, pela mordida dada no zagueiro italiano Chiellini na Copa do Mundo. Suárez voltou a jogar no último sábado, quando fez sua estreia oficial pelo Barcelona, na derrota por 3 a 1 do time catalão para o arquirrival Real Madrid.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.