Atacante teve boa atuação na vitória do São Paulo sbre o Goiás, mas desfalca o time na Sul-Americana

Luis Fabiano em ação pelo São Paulo
Getty Images
Luis Fabiano em ação pelo São Paulo

De volta ao time titular, Luis Fabiano fez um dos gols da vitória do São Paulo por 3 a 0 sobre o Goiás , na noite desta segunda-feira, mas foi o fato de ter atuado 90 minutos sem acusar dores que mais animou o atacante no Morumbi.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

"Sinceramente, o que me deixa mais empolgado é me sentir bem, sem qualquer tipo de dor. Eu vinha um pouco preocupado, estava com edema muscular e não pude participar do jogo contra a Chapecoense", lembrou o jogador, depois de ter passado os primeiros dias da semana com incômodo na coxa direita.

"Fiquei três dias em recuperação, descansando e consegui me recuperar. Fui tranquilo para o jogo, não senti. Isso é o que me deixa mais otimista para a sequência do campeonato", frisou o ainda artilheiro da equipe na temporada, agora com 17 gols marcados.

Luis Fabiano não balançava a rede desde 24 de setembro, dia em que o São Paulo empatou com o Flamengo, em casa. Ele chegou a ganhar a titularidade depois disso, em jogo da Copa Sul-americana, porém foi expulso no jogo de ida das oitavas de final do torneio e acabou punido por isso, motivo pelo qual não vai a campo na quinta-feira, contra o Emelec.

Multado em 30% do salário pela diretoria do clube, o jogador vinha prometendo foco apenas no trabalho, o que voltou a repetir nesta segunda-feira, depois do apito final. "Dei meu melhor. É isso o que eu tenho que fazer, nada mais do que isso", resumiu, evitando novas polêmicas.

Depois de gol, Luis Fabiano é convidado a refletir sobre gancho

A noite de segunda-feira foi importante para Luis Fabiano. Livre de dores na coxa direita e de volta ao time titular do São Paulo por conta da ausência de Alexandre Pato, o centroavante teve o nome muito gritado pela torcida antes do jogo contra o Goiás e marcou o segundo gol da vitória por 3 a 0.

O bom desempenho nos 90 minutos que ficou em campo foi elogiado por Muricy Ramalho. O treinador, em contrapartida, lembrou que ele não poderá repeti-lo na quinta-feira (em jogo contra o Emelec, na abertura das quartas de final da Copa Sul-americana) por ter sido suspenso pela Conmebol de três partidas em razão da expulsão nas oitavas.

"É algo para pensar. Era mais uma oportunidade para mostrar trabalho. Tudo na vida faz você aprender. Ele vai fazer falta", disse, certo de que o gol daria novo ânimo a ele. "Dá moral. Jogador como ele precisa de gol para ficar com moral, alegre. Ele estava sempre emburrado".

Nos jogos em que começou no banco de reservas, Luis Fabiano quase sempre admitiu à imprensa estar incomodado, embora de forma respeitosa à decisão de Muricy.

"Ele sabe que não adianta reclamar, que a única chance de qualquer um é trabalhar, mostrar nos treinos e ser parceiro dos jogadores. Na hora em que eu puser, tem que dar resposta. Essas conversinhas de ficar bravo, ele faz com vocês (jornalistas). Comigo, nada", comentou.

Sem Luis Fabiano, fica a dúvida de quem atuará ao lado de Alan Kardec na quinta-feira. Pato voltou a correr em campo nesta segunda-feira e se mostrou recuperado de edema na coxa esquerda, porém ainda não tem retorno garatido. Michel Bastos, que atuou no lugar do suspenso Kaká, pode ser mantido na equipe com o retorno do meia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.