Tamanho do texto

Com a vitória dentro de casa, time sobe para sete pontos e deixa a lanterna do Campeonato Inglês

Na noite desta segunda-feira, os londrinos do Queens Park Rangers bateram o Aston Villa em casa pelo placar de 2 a 0 e, com o resultado, deixaram a lanterna do Campeonato Inglês. Agora, os Rangers ocupam a penúltima posição com sete pontos, enquanto o Villa segue estacionado na 15ª com 10 e já amarga uma sequência de cinco derrotas em cinco partidas.

A partida foi realizada no estádio de Loftus Road, em Londres, e teve os anfitriões melhores desde o início, com boas jogadas do chileno Eduardo Vargas, ex-jogador do Grêmio. O meia-atacante produzia bons passes no ataque, mas a zaga dos Villans se esforçava para interceptar as oportunidades.

O bloqueio foi furado aos 17 do primeiro tempo, quando Charlie Austin pegou um rebote na entrada da área e finalizou com muita técnica para colocar a bola no canto esquerdo, sem dar chances para o goleiro Guzan.

Mesmo após o gol, o QPR seguia superior na movimentação e na criação ofensiva, enquanto o Aston Villa limitava-se a apostar nas bolas alçadas para a grande área adversária, sem resultados.

Na volta para o segundo tempo, a torcida do Aston Villa se frustrou com uma oportunidade desperdiçada por Ciaran Clark, que pegou um rebote de frente para o gol, mas isolou a bola à direita.

Aos 24, dois lances de ataque em sequência para os Rangers. No primeiro deles, Hoilett recebeu a bola na entrada da área e chutou, mas o atacante viu a bola passar raspando a trave direita.

No segundo, eles não desperdiçaram. Vargas voltou a aparecer na descida pela direita e fez um cruzamento à meia altura no pé de Austin, que tocou de primeira para balançar as redes, sem dar chances para Guzan, e fazer o seu segundo gol no jogo, para a alegria do técnico Harry Redknapp.

Antes do apito final, Vargas ainda teve a oportunidade de anotar o seu, mas o chute rasteiro no meio do gol foi defendido tranquilamente pelo goleiro adversário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.