Tamanho do texto

Alán Ruiz, Zé Roberto, Riveros, Dida, Juan, Wellington Paulista, Fabrício, Jorge Henrique, Willians, Nilmar, Cláudio Winck e Wellington Silva podem perder o clássico

Nada menos que 12 jogadores correm o risco de desfalcar Grêmio e Internacional no clássico do próximo dia 9, que ocorrerá na Arena Grêmio, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao todo, três gremistas e nove colorados chegam para as partidas do próximo final de semana pendurados, com dois cartões amarelos.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

No Grêmio, a lista é menor especialmente porque três jogadores terão de cumprir suspensão na partida deste sábado, contra o Vitória. São eles Alán Ruiz, Zé Roberto e Riveros. No entanto, Barcos, Luan e Pará, três titulares do técnico Luiz Felipe Scolari, devem começar o confronto diante dos baianos sob risco de levarem um terceiro cartão e desfalcarem o Tricolor na partida contra o Internacional.

Leia mais: Clubes reduzem gastos, mas pagam em média R$ 325 mil a técnicos

O caso do Colorado é mais sério pelo número de jogadores pendurados. No entanto, dos nove atletas que estão a um amarelo da suspensão, alguns deles não devem nem entrar em campo nas próximas rodadas, seja pelo fato de serem reservas ou por estarem lesionados. São os casos de Dida, Juan e Wellington Paulista. Mesmo assim, Fabrício, Jorge Henrique, Willians, Nilmar, Cláudio Winck e Wellington Silva, todos com chances ao menos razoáveis de iniciar o jogo contra o Santos, domingo, correm risco de não atuarem no Gre-Nal.

Apesar disso, tanto Grêmio como Internacional não deverão priorizar o Gre-Nal, e, portanto, não adotarão a ideia de pedir para seus jogadores aliviarem nas divididas para disputarem o clássico. Afinal, faltam apenas sete rodadas para o Brasileirão acabar, e todos os pontos são considerados fundamentais na luta por G4. O Colorado é o atual 3º colocado, com 53 pontos, e o Tricolor é o 7º, apenas dois pontinhos atrás.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.