Salário médio dos treinadores dos 12 maiores times do Brasil cai pelo segundo ano seguido, mas continua muito alto

Os clubes de maior torcida do Brasil estão pagando menos em média para seus treinadores. Um estudo divulgado pela Pluri Consultoria aponta que pelo segundo ano seguido os gastos com os comandantes de seus times foram reduzidos. Ainda assim, a média paga é alta: R$ 325 mil por mês. Foram considerados os técnicos de Atlético-MG , Botafogo , Corinthians , Cruzeiro , Flamengo , Fluminense , Grêmio , Internacional , Palmeiras , São Paulo , Santos e Vasco .

"Em 2014, os 12 clubes de maior faturamento e torcida pagam em média R$ 3,9 milhões por mês a seus técnicos. O valor representa uma queda de 13% em relação aos R$ 4,5 milhões que pagavam ao final de 2013, e de 25% em relação aos R$ 5,2 milhões de 2012", diz o estudo.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Pelo segundo ano consecutivo, Abel Braga (Internacional), Mano Menezes (Corinthians) e Muricy Ramalho (São Paulo) aparecem como os três técnicos mais bem pagos entre os clubes brasileiros, com salário mensal de R$ 500 mil. No fim de 2012 o maior salário era de Abel Braga (então no Fluminense) com R$ 700 mil, seguido por Luxemburgo (Grêmio), Muricy (Santos) e Tite (Corinthians), com R$ 600 mil cada.

Segundo o estudo, a redução significa uma economia de R$ 7,2 milhões em salários e encargos para os 12 clubes analisados em relação a 2013, e de R$ 16,6 milhões em relação a 2012. 

Entre os técnicos dos 12 analisados, Vagner Mancini (Botafogo) e Joel Santana (Vasco) com salários de R$ 150 mil. Os técnicos vascaínos permanecem pelo terceiro ano seguido como os de menor salário entre os 12 maiores clubes.

O Flamengo, que trocou Jayme de Almeida por Vanderlei Luxemburgo, foi o clube que mais elevou os gastos com salário de técnico: 133%. O Botafogo (-61%) e Fluminense (-57%) foram os que mais reduziram.

Em relação a 2012, o São Paulo foi o clube que mais elevou os gastos com salário de
técnico (+40%), seguido pelo Cruzeiro (+50%). 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.