Clássico contra o Corinthians no sábado já preocupa o goleiro, que espera não ser tão acionado como contra o Cruzeiro

O forte sistema defensivo do Corinthians faz o goleiro Fernando Prass pedir atenção também do Palmeiras na marcação. O jogador explicou que sua equipe não pode sofrer gols por falhas, pois acredita que o rival se fechará ainda mais caso saia na frente no clássico de sábado, no estádio do Pacaembu.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"O Corinthians é um time que se defende muito bem e toma poucos gols. Precisamos ter isso em mente e mostrar uma boa consistência defensiva. Se a gente ficar exposto atrás e tomar gol, o trabalho para recuperar é dobrado", afirmou o goleiro, que voltou à meta palmeirense há quatro jogos, recuperado de lesão no cotovelo direito.

O rival do Palmeiras tem a segunda melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com apenas 21 gols sofridos, sendo superado somente pelo Grêmio, que sofreu 17. Neste sábado, a equipe de Mano Menezes não deve contar com um de seus titulares, Anderson Martins, que reclama de dores musculares e pode ser substituído por Felipe.

Apesar da atenção na defesa, Prass lembra que os dois times precisam da vitória neste domingo. Enquanto o Verdão luta para se livrar definitivamente do risco de rebaixamento, o adversário quer se firmar no G-4. Por isso, o goleiro vê a tendência de ambos buscarem o ataque, mas sabe que não há certeza de uma partida aberta.

"Ser ofensivo ou não depende da proposta de cada um. Às vezes, um time pode ter a proposta de jogo de ser ofensivo e não encaixar. Até certo ponto imagino um jogo aberto, com os dois times precisando ganhar, mas clássico também pode ser truncado", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.