Segundo evento teste do novo estádio palmeirense será partida festiva em homenagem ao recordista de jogos pelo Palmeiras

Ademir da Guia, maior ídolo da história da Sociedade Esportiva Palmeiras , será homenageado na manhã deste sábado com uma partida festiva no reformado estádio Palestra Itália. Antes do evento, anunciado como "despedida oficial", o jogador ‘ganhou’ um gol e dois jogos em seu retrospecto oficial.

Técnico faz mistério, mas Palmeiras vai ter até três mudanças para o clássico

De acordo com os novos números, apurados pelo Departamento de Acervo e Memória Histórica do clube, Ademir da Guia marcou 154 gols em 903 partidas (515 vitórias, 233 empates e 155 derrotas). Os dados já foram publicados no site oficial da agremiação.

Ademir da Guia e Dudu recebem homenagem em festa dos 100 anos do Palmeiras, na Praça da Sé
André Lucas Almeida/Futura Press
Ademir da Guia e Dudu recebem homenagem em festa dos 100 anos do Palmeiras, na Praça da Sé

Filho de Domingos da Guia, o Divino Mestre, considerado um dos melhores zagueiros da história do futebol, Ademir iniciou a carreira no Bangu. Contratado pelo Palmeiras na temporada de 1961, ele permaneceu no clube até 1977, ano em que encerrou a carreira em função de problemas respiratórios.

Dorival não vê vantagem para o Palmeiras com ausência de Guerrero no clássico

Recordista de partidas pelo clube, Ademir da Guia conquistou 11 títulos, mais uma marca ainda não superada. Foram cinco edições do Campeonato Paulista (1963, 1966, 1972, 1974 e 1976), uma do Rio-São Paulo (1965) e duas do Brasileiro (1972 e 1973), além de uma Taça Brasil (1967) e dois Robertões (1967 e 1969).

Ademir da Guia liderou o time que ficou conhecido como Academia no auge do futebol brasileiro, do primeiro título mundial conquistado na Suécia 1958 até a defesa do tricampeonato na Alemanha 1974. Enquanto o Divino vestiu a camisa do Palmeiras, o Corinthians viveu uma longa fila, encerrada apenas no ano em que ele parou (1977).

No dia 22 de janeiro de 1984, Ademir da Guia ganhou uma partida de despedida pelo Palmeiras, disputada no estádio do Canindé, já que o Palestra Itália estava em reforma. No retrospecto oficial, o clube contabiliza o jogo, vencido por 2 a 1 por uma seleção paulista. Alguns historiadores, no entanto, desconsideram o amistoso para as estatísticas.

A partir das 11 horas (de Brasília) deste sábado, Ademir da Guia ganhará uma nova homenagem, anunciada como "despedida oficial". A partida, a ser acompanhada por 10 mil convidados do Palmeiras e da construtora WTorre, servirá como evento-teste da nova arena, que deve receber o jogo contra o Atlético-MG no dia 8 de novembro, pelo Campeonato Brasileiro.

Participarão da comemoração outros ídolos da Academia de Futebol, como César Maluco, Edu Bala, Eurico, Dudu, Leivinha, Alfredo Mostarda e Nei. Jorginho Putinatti, César Sampaio, Marcos, Tonhão, Galeano e Velloso também têm presença confirmada no evento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.