Empresário presidiu o time italiano por quase duas décadas e atrito com o técnico Walter Mazzarri teria motivado a renúncia

Massimo Moratti renunciou ao cargo de presidente da Inter de Milão
Divulgação
Massimo Moratti renunciou ao cargo de presidente da Inter de Milão

O empresário italiano Massimo Moratti, que presidiu a Inter de Milão durante quase duas décadas, apresentou nesta quinta-feira sua renúncia ao cargo de presidente de honra do clube, que ele ocupava desde novembro de 2013 por indicação do atual mandatário e acionista majoritário da Inter, o indonésio Erick Thohir.

Junto com Moratti, deixaram o clube seu filho, Angelomario, e outros dois membros do Conselho de Administração da Inter, Rinaldo Ghelfi e Alberto Manzonetto.

De acordo com a imprensa italiana, um atrito entre Moratti e o técnico da Inter, Walter Mazzarri, teria motivado a renúncia.

Moratti foi presidente da Inter de Milão entre fevereiro de 1995 e janeiro de 2004 e entre setembro de 2006 e novembro de 2013, quando venceu a maior parte das ações do clube a Tohir e se tornou sócio minoritário, com 29,5% dos papéis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.