Tamanho do texto

Atacante está suspenso, mas pena pode ser convertida em multa. Volante tenta entrar em forma depois de período inativo

Após oito partidas consecutivas de ausência, Ralf pode retornar ao Corinthians na partida de sábado, contra o Palmeiras, no Pacaembu. Como a possibilidade existia também nas sete anteriores, Mano Menezes disse que convém esperar pela definição da escalação, que também apresenta uma dúvida no ataque.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Ralf já está há um mês sem jogar por causa de um problema em uma cartilagem do joelho direito. Ele vem treinando, mas ainda não reuniu condições de retornar. Sua participação em uma atividade intensa, de uma hora, na última segunda, aumentou o otimismo.

Ralf perdeu os últimos oito jogos do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Ralf perdeu os últimos oito jogos do Corinthians

"Ele já saiu do departamento médico, graças a Deus e ao departamento médico. Está fazendo a transição na parte física porque ficou um bom tempo sem treinar no ritmo dos outros. Isso significa muito no futebol de hoje, mesmo sendo o Ralf. Vamos conversar com ele", disse Mano Menezes.

Mesmo relacionado para o clássico, o volante poderá ficar fora do time titular, já que seu substituto, Bruno Henrique, vem tendo desempenho satisfatório. O cabeça de área escalado terá como principal atribuição a marcação a Valdivia, liberado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Guerrero não teve a mesma sorte e, salvo por algum artifício jurídico improvável, será desfalque . O peruano já não atuou na última quarta, no triunfo sobre o Vitória, com Romero em seu lugar.

O paraguaio acabou sendo substituído por Luciano, que voltou a entrar e marcar. Luciano é o artilheiro do Corinthians na temporada com 15 gols, o que não o credencia necessariamente para o time titular. Nove dos seus gols saíram quando ele começou entre os reservas, e duas como titular foram em amistosos. Romero tem movimentação mais propícia para o último homem do ataque.

"Parece que fazer uma avaliação em cima da situação do jogo (contra o Vitória) é injusta. Você analisa um que não fez gol e outro que fez o gol da vitória", afirmou Mano, antes de tecer uma série de elogios a Romero. Ele acha que Luciano vai melhor quando começa no banco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.