Craque português balançou as redes pela primeira vez no estádio do Liverpool e ficou a um gol de se igualar a Raul, maior artilheiro daChampions, que anotou 71 gols

O Real Madrid e seu melhor jogador, o português Cristiano Ronaldo, superaram tabus nesta quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo B da Liga dos Campeões . Diante do Liverpool , no Anfield Road, o time espanhol venceu por 3 a 0 e derrubou a marca de nunca ter vencido a equipe inglesa na história da competição continental. Já o craque português balançou as redes pela primeira vez no estádio do Liverpool e ficou a um gol de se igualar a Raul, maior artilheiro daChampions, que anotou 71 gols.

Borussia Dortmund goleia fora e fica a uma vitória da vaga. Arsenal vence

Com o resultado (que foi complementado pelos dois gols de Benzema), o Real fechou o primeiro turno da fase de grupos com 100% de aproveitamento – três vitórias e nove pontos conquistados. O Liverpool, que tem três pontos, caiu para a terceira colocação, já que no outro jogo do grupo, também disputado nesta quarta, o Ludogorets venceu o Basel com um gol nos acréscimos e assumiu a vice-liderança da chave (apesar de ter o mesmo número de pontos dos ingleses, o time búlgaro aparece com melhor saldo de gols).

Olympiakos sobrevive a bombardeio da Juventus para vencer por 1 a 0

As duas equipes voltam a campo neste sábado. Enquanto o Liverpool recebe o Hull City pela nona rodada do Campeonato Inglês, o Real Madrid disputa o clássico contra o Barcelona, no Santiago Bernabéu, pela nona rodada do Campeonato Espanhol.

O jogo

A dificuldade encontrada pelo Real Madrid para vencer a defesa do Liverpool foi solucionada por uma jogada rápida, em curto espaço, tramada por dois dos principais jogadores da equipe merengue. Aos 23 minutos de jogo, Cristiano Ronaldo tabelou com James Rodrígues, recebeu lindo passe do colombiano e, já dentro da área, finalizou de primeira, no canto direito de Mignolet.

Leverkusen vence Zenit e é líder; Monaco e Benfica não saem do zero

A partir do gol, o Real anestesiou a torcida do Liverpool e passou a comandar as ações do jogo. Mais solto, Cristiano Ronaldo quase ampliou aos 28 minutos, quando chutou colocado da meia-lua e viu a bola passar perto da trave esquerda de Mignolet, que dois minutos mais tarde voltou a lamentar.

Depois de cobrança de escanteio, o Real Madrid manteve a bola no ataque e Kroos cruzou no segundo poste, em direção a Benzema, que, com uma cabeçada despretensiosa, encobriu o goleiro Mignolet e ampliou o marcador.

Sem conseguir acompanhar o ritmo do Real Madrid, o Liverpool passou a se concentrar na defesa, para não tomar mais gols, o que não aconteceu. Aos 30, Kroos cobrou escanteio da esquerda, Mignolet saiu mal do gol e, depois de bater em Pepe, a bola sobrou para Benzema, que marcou o terceiro.

A partir de então, surgiram as melhores oportunidades do Liverpool. Aos 42, Balotelli fez boa jogada pela direita e rolou para Allen, que apareceu livre no meio da área e finalizou. Casillas desviou com a ponta dos dedos e mandou a bola para escanteio, não assinalado pela arbitragem. No último lance do primeiro tempo, Philippe Coutinho arriscou de fora da área e por pouco não marcou um golaço – o brasileiro acertou a trave direita de Casillas.

Apesar de ter voltado mais ofensivo para o segundo tempo, com Lallana na vaga de Balotteli, o Liverpool não conseguiu pressionar o Real Madrid, e foi ameaçado antes de conseguir criar uma oportunidade clara de gol. Aos 19 minutos, Cristiano Ronaldo recebeu livre dentro da área, e só não marcou o quarto do Real porque Mignolet saiu bem da meta e salvou o Liverpool.

A dificuldade do Liverpool para concluir as jogadas ficou evidente aos 26 minutos, quando Allen recebeu dentro da pequena área e ficou sem saber o que fazer com a bola. No lance seguinte, James Rodríguez recebeu passe de Benzema na meia-lua e por pouco não ampliou o marcador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.