Técnico do Chelsea culpou DM da Espanha e ironizou ao dizer que atacante jogará para ele quando "tiver um tempo livre"

Diego Costa e Skrtel disputam bola aérea no duelo entre Espanha e Eslováquia
AP Photo/Petr David Josek
Diego Costa e Skrtel disputam bola aérea no duelo entre Espanha e Eslováquia

Ausente na vitória do Chelsea por 2 a 1 sobre o Crystal Palace no sábado, Diego Costa se recupera de um antigo problema na coxa. O hispânico-brasileiro, destaque do time inglês no início da temporada, também deve ficar de fora do duelo com o Maribor, na terça, pela terceira rodada da Liga dos Campeões.

Para o técnico José Mourinho, no entanto, há quem se culpar pelo desfalque no ataque dos Blues: a seleção espanhola. Diego Costa jogou pelo time nacional no meio da semana e voltou ao clube sem condições de jogo, o que, na visão do comandante, é de inteira responsabilidade do departamento médico da Espanha.

Leia mais: Com gol e assistência de Oscar, Chelsea vence e segue invicto no Inglês

"Depois do jogo contra o Arsenal, Diego Costa foi para a seleção, fez duas grandes partidas e voltou sem condições de entrar em campo pelo seu clube. No que ajudaria eu ligar para o departamento médico da seleção? Talvez gastar dinheiro no telefonema?", reclamou o técnico.

A rusga de Mourinho com a seleção espanhola é antiga. Ainda no início da temporada, o português já havia trocado farpas pela imprensa sobre a convocação do atacante com o técnico espanhol Vicente Del Bosque. Centro da polêmica, Diego Costa evitou comentar o assunto quando questionado.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias do Campeonato Inglês

Perguntado sobre a previsão de retorno do jogador, o comandante ironizou novamente a Espanha. "Acho que ele estará em ótimas condições lá para novembro, para poder voltar à seleção. Vamos tomar conta dele por aqui. E, quando tiver um tempo livre, ele vai jogar para mim", disparou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.