Presidente Carlos Sérgio Falco considera erro absurdo da arbitragem na derrota por 1 a 0 contra o Nacional de Medellín

No dia seguinte à eliminação do Vitória na Copa Sul-Americana, o assunto no clube ainda é a atuação da arbitragem. Na visão da diretoria, da comissão técnica e do elenco, foram falhas do trio que definiram a derrota por 1 a 0 no Barradão para o Nacional de Medellín e a consequente despedida dos baianos da competição.

A diretoria reuniu um dossiê com a atuação dos árbitros no duelo. De acordo com o clube, fotos, imagens de TV e reportagens de veículos de imprensa constam na reclamação. Os documentos já foram entregues à Federação Bahiana de Futebol, que deve repassar à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e posteriormente à Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol).

"O erro absurdo depõe contra a qualidade da arbitragem, altera o resultado da competição, prejudica financeiramente o clube e tira o brilho da Copa Sul-Americana, tão diligentemente organizada pela Conmebol", declarou Carlos Sérgio Falcão, presidente do Vitória.

Entre os protestos do clube, está principalmente a invalidação de um gol de Dinei por impedimento. Imagens da transmissão do jogo, contudo, não deixam dúvidas sobre a legitimidade da posição do jogador no momento do passe. Além disso, os rubro-negros reclamam do pênalti que deu a vitória aos colombianos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.