Árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva diz na súmula que foi desrespeitado pelo atacante no jogo entre Santos e Botafogo

O atracante Robinho foi julgado pelo STJD (Superior Triobunal de Justiça Depsortiva) nesta quarta-feira, pela expulsão na vitória do Santos sobre o Botafogo pela Copa do Brasil . Denunciado por simulação e desrespeito à arbitragem, foi punido com apenas ium jogo de suspensão, que será cumprida nesta quinta-feira, no jogo de volta.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Assim, Robinho poderá ser escalado pelo técnico Enderson Moreira normalmente neste domingo contra o Palmeiras, no Pacaembu, pelo Brasileirão.

Leia mais: Santos prega respeito ao Botafogo e tenta corrigir erros para buscar o título

O camisa 7 respondeu por infração ao artigo 258, incisos I e II do CBJD e foi defendido pelo advogado do Santos Teothônio Chermont, que apresentou vídeo com os lances que renderam os dois amarelos ao atleta. Após exibição, a defesa negou que tenha ocorrido simulação e pediu a absolvição de Robinho nas duas infrações imputadas.

"Após ter sido expulso o referido atleta veio em minha direção apontando o dedo ao meu rosto e proferindo as seguintes palavras: "p... tu tá de sacanagem, seu maluco", e em seguida me puxou pelo ombro e continuou reclamando", escreveu o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.