Um dos gols dos chilenos no empate por 2 a 2 foi anotado por Aránguiz, meia do Internacional

Após ser derrotada pela seleção brasileira sub-21, a Bolívia quase surpreendeu o Chile nesta terça-feira, mas um pênalti nos minutos finais salvou os comandados de Jorge Sampaoli de serem derrotados pela primeira vez em solo chileno para o adversário. Jogando no Estádio Francisco Sánchez Rumoroso, em Coquimbo, chilenos e bolivianos terminaram empatados em 2 a 2.

Leia outras notícias de futebol internacional no iG Esporte

Os dois gols bolivianos foram marcados pelo atacante Carlos Saucedo, jogador do Deportivo Saprissa, da Costa Rica. O Chile foi às redes com Charles Aránguiz, do Inter-RS, e Arturo Vidal, de pênalti, atleta da Juventus.

O jogo
A Bolívia surpreendeu os chilenos e abriu o marcador em Coquimbo aos 14 minutos do primeiro tempo. A jogada do gol boliviano saiu dos pés de Gary Medel, que recuou de maneira errada para a zaga, deixando a bola livre para Carlos Saucedo. O atacante ficou livre para tocar por cima do goleiro Herrera.

O Chile chegou à igualdade no final do primeiro tempo. Após rebote do goleiro Quiñónez, Charles Aránguiz dominou a bola e rematou no fundo das redes bolivianas. Os dirigidos de Jorge Sampaoli ainda assustaram antes do apito final do primeiro tempo, mas não conseguiram concretizar as oportunidades.

No segundo tempo, a Bolívia conseguiu marcar mais um gol, com apenas seis minutos de bola rolando na etapa. O tento foi marcado novamente por Carlos Saucedo, que passou por Mauricio Isla, e chutou na baliza defendida por Herrera.

Perto dos acréscimos do segundo tempo, o recém-ingressado Pablo Hernández foi derrubado na área boliviana e o árbitro da partida assinalou pênalti para os chilenos, além de dar o segundo cartão amarelo para Zenteno. Na cobrança, Arturo Vidal cobrou com categoria e deixou o placar igualado em Coquimbo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.