Goleiro mantém a cautela após três vitórias seguidas e divide méritos com Valdivia por liderar o elenco em momento difícil

Após passar pela lanterna do Brasileirão, o Palmeiras se recuperou com três vitórias consecutivas. A sequência dá confiança na luta contra o rebaixamento, mas ninguém ousa comemorar muito. Para o goleiro Fernando Prass, por exemplo, os momentos ruins servem justamente para conter a euforia diante do novo cenário.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Estávamos precisando vencer, não só pela pontuação, mas também por causa da confiança. Passamos por um momento muito difícil, e agora estamos começando a sair. Seria muita ignorância achar que a situação está resolvida", afirmou.

Leia mais: Fernando Prass interage com crianças e mostra bom humor em saia justa

Prass é um dos responsáveis pelo bom momento. Recuperado de uma contusão no cotovelo, ele voltou ao gol palmeirense há duas rodadas, e por enquanto tem 100% de aproveitamento. A recuperação também passa pelos pés de jogadores como Wesley e Valdivia, que também recuperaram o bom futebol.

O meia chileno, aliás, ganhou a faixa de capitão, o que parece não incomodar o goleiro. Segundo ele, Valdivia ganhou mais responsabilidade ao ser obrigado a liderar os seus companheiros. "A parte explosiva é da personalidade, ele será sempre assim. Agora cabe a ele controlar isso. Quanto mais controlar, mais vai render em campo. Se tiver esse amadurecimento, será fundamental para a gente", diss Fernando Prass.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.