STJD não concedeu liminar para que o atacante atuasse pelo time carioca. Na Arábia Saudita, ele foi suspenso por oito anos após recusar se submeter a exame antidoping

Jobson treina no Botafogo após ser reintegrado ao elenco
Divulgação
Jobson treina no Botafogo após ser reintegrado ao elenco

Tentando se recuperar no Campeonato Brasileiro e evitar o rebaixamento para a Série B, o Botafogo teve seu elenco reduzido após as dispensas de Emerson, Bolívar, Júlio Cesar e Edilson. Uma das esperanças dos torcedores para mudar a realidade do time, que atualmente está na lanterna, é o atacante Jóbson, que segue sem previsão para reestrear.

Leia mais: Brasileirão tem oito de olho no G4, Palmeiras na boa e Botafogo desesperado

Na noite desta quinta-feira, o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) recusou conceder uma liminar ao Botafogo para que o atacante pudesse jogar. Recentemente, quando jogava na Arábia Saudita (pelo Al Itihad), Jóbson foi suspenso por oito anos pela federação local após recusar se submeter a um exame antidoping.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

O STJD informou que fará uma consulta à Fifa sobre o caso. Cauteloso, o Botafogo praticamente descartou a utilização de Jobson no jogo contra o Corinthians, neste sábado, às 18h30 (de Brasília), na Arena Amazônia. Apesar disso, o atacante viajou com a delegação para Manaus.

A polêmica envolvendo Jóbson começou no último dia 25, quando o jogador estava relacionado para a partida contra o Goiás, mas não ficou sequer no banco de reservas. Instantes antes da partida começar, o departamento jurídico do Botafogo foi alertado pela CBF sobre o risco de punição caso Jóbson entrasse em campo.

Com 26 pontos, o Botafogo acumula três derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro, e já está a quatro pontos do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.