Tamanho do texto

Após derrota para o Cruzeiro, time gaúcho busca diminuir desvantagem para o líder em confronto fora de casa

O Internacional perdeu a chance de encostar na briga pela liderança após derrota para o Cruzeiro. Porém, mesmo nove pontos atrás do time mineiro, não há espaço para desanimar. Nesta quinta, às 21 horas (de Brasília), o time gaúcho visita a Chapecoense em busca de uma vitória na Arena Condá, para manter a vice-liderança do Brasileirão e a posição confortável dentro do G4. A equipe catarinense também precisa de um resultado, para evitar terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Confira classificação, próximos jogos, notícias e artilharia do Brasileirão

A partida desta quinta-feira terá presença de grande público. Localizada no Oeste catarinense, a poucos quilômetros do Rio Grande do Sul, Chapecó é uma cidade de forte colônia gaúcha, cujas principais torcidas são as da ‘dupla’ Gre-Nal. O maior público da Chapecoense neste Brasileiro foi justamente na partida contra o Grêmio (19.175 torcedores). Para o jogo desta quinta, todos os 19 mil ingressos foram comprados - cerca de 20% deles por colorados.

O técnico Abel Braga reconhece que a disputa pelo título ficou complicada para o Inter após a derrota para o Cruzeiro, no sábado: "fica muito mais complicado, não tenho dúvida. Para todos os times faltam 12 rodadas. Para o Cruzeiro, faltam nove (para ser campeão). Tem que contar com tropeços e vitórias da tua equipe nesse campeonato complicado. Não está terminado, mas que a vantagem é grande, não tenha dúvida", analisou o treinador, após a partida no Mineirão.

Com três desfalques no meio-campo, Abelão faz mistério para o jogo na Arena Condá. Willians está suspenso, Wellington lesionado e Aránguiz a serviço da seleção chilena. A tendência é que Ygor e Bertotto componham o setor de marcação, Alex retorne ao time titular e Valdívia e D’Alessandro permaneçam entre os 11. No ataque, Nilmar tem chances remotas de ficar à disposição. Quem inicia é Rafael Moura.

Na Chapecoense, o objetivo na tabela é oposto. A equipe catarinense está há um turno longe da zona de rebaixamento, e a meta é pontuar nesta quinta-feira para não voltar a ocupá-la. Para piorar a situação, o técnico Jorginho tem três desfalques importantes para o confronto com o Inter.

O zagueiro Rafael Lima, o lateral esquerdo Rodrigo Biro e o volante Zezinho receberam o terceiro cartão amarelo na derrota para o Palmeiras. Os substitutos foram definidos no treino de terça: Meza atuará na zaga, Jussando ocupa a ala canhota e Bruno Silva compõe o setor de marcação. Diones e Tiago Luís, que não atuaram no Pacaembu, retornam à equipe nos lugares de Abuda e Fabinho Alves.

A derrota para o Palmeiras não foi bem assimilada pelos atletas, que entendiam que a Chape poderia ter vencido o jogo e se mantido longe do Z-4. "Os jogadores saíram chateados, pois ninguém gosta de sofrer uma goleada. Porém, tratei de parabenizar o grupo. Disse que eles tinham feito um grandíssimo jogo. Quem apenas viu o resultado, não sabe o que jogamos. Terminamos o primeiro tempo em vantagem e poderíamos matar o jogo no início do período final. Porém, não tivemos a mesma felicidade que eles", explicou o técnico Jorginho.

FICHA TÉCNICA :
CHAPECOENSE-SC X INTERNACIONAL-RS

Local : Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data : 9 de outubro de 2014, quinta-feira
Horário : 20h30 (de Brasília)
Árbitro : Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes : Janette Mara Arcanjo (Fifa-MG) e Guilherme Dias Camilo (Asp. Fifa-MG)

CHAPECOENSE : Danilo; Fabiano, Grolli, Meza e Jussandro; Bruno Silva, Ricardo Conceição, Diones e Camilo; Tiago Luís e Leandro
Técnico : Jorginho

INTERNACIONAL : Dida; Gilberto, Paulão, Juan e Fabrício; Ygor, Bertotto, D’Alessandro, Valdívia e Alex; Rafael Moura
Técnico : Abel Braga

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.