Time catarinense chega aos 47 pontos com o resultado e segue com o Ceará na sua cola na tabela de classificação da Série B

O Joinville perdeu uma ótima chance de abrir uma vantagem mais confortável na briga pelo acesso à primeira divisão. A equipe catarinense já entrou em campo na quarta colocação, mas não se distanciou dos rivais abaixo na tabela. Mesmo jogando em casa, com o apoio de seu torcedor na Arena, o JEC, depois de sair perdendo, não passou de um empate em 1 a 1 com o Santa Cruz.

O resultado mantém o Joinville na quarta colocação. O time catarinense chega aos 47 pontos, e segue com o Ceará na sua cola – o Vozão tem a mesma pontuação e também ficou no empate nesta terça. Na próxima rodada, o Coelho tenta se recuperar diante do Vila Nova, que briga contra o rebaixamento, na próxima sexta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Serra Dourada.

O Santa Cruz, por sua vez, não consegue se aproximar dos líderes, apesar de ainda sonhar com o retorno à primeira divisão. A equipe pernambucana chegou aos 40 pontos e segue com o nono lugar. O desafio na próxima rodada não será fácil: o time coral segue longe de casa, e, neste sábado, visita a embalada e líder Ponte Preta, às 16h10, no estádio Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA
JOINVILLE 1 X 1 SANTA CRUZ

Local: Estádio Arena Joinville , em Joinville (SC)
Data: 07 de outubro de 2014, terça-feira
Horário: 21h50 horas (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO)
Cartões Amarelos: Anselmo, Fabinho (Joinville), Natan, Tiago Costa, Julinho e Danilo Pires (Santa Cruz)
Cartão Vermelho: Anselmo (Joinville)

Gols
SANTA CRUZ:
Danilo Pires, aos 7 minutos do segundo tempo
JOINVILLE: Edgar Junio, aos 17 minutos do segundo tempo

JOINVILLE: Ivan, Murilo (Edson Ratinho), Bruno Aguiar, Guti, Rogério, Naldo, Anselmo, Everton (Fabinho), Jean Derretti (Harrison) e Edigar Junio, Fernando Viana
Técnico: Hemerson Maria

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Nininho (Natan), Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa (Julinho); Sandro Manoel, Bileu, Danilo Pires e Wescley; Keno (Renatinho) e Léo Gamalho
Técnico: Oliveira Canindé

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.