Tamanho do texto

O técnico Gerardo Martino prepara a equipe para o amistoso contra a seleção brasileira no próxima sábado, no Ninho do Pássaro, em jogo válido pelo Superclássico das Américas

Lionel Messi participa do treino da seleção da Argentina nesta terça-feira, em Pequim
Divulgação
Lionel Messi participa do treino da seleção da Argentina nesta terça-feira, em Pequim

A seleção argentina desembarcou em Pequim na manhã desta terça-feira, e o técnico Gerardo Martino já comandou o primeiro treino da equipe em solo chinês visando à disputa do Superclássico das Américas contra a seleção brasileira neste sábado. A atividade, realizada no Centro de Treinamento Olímpico, foi leve e contou com a presença de 22 dos 23 convocados pelo treinador - Banega, do Sevilla, ainda não chegou à China.

O treinamento foi marcado por exercícios físicos e um pouco de trabalho com bola para alongar os músculos depois da longa viagem que quase todos os jogadores tiveram de enfrentar. A novidade para os espectadores foi ver Lionel Messi outra vez com a seleção argentina, já que o atacante não participou do amistoso contra Alemanha, no início de agosto, devido à lesão na coxa. Na ocasião, os hermanos venceram a atual campeã do mundo por 4 a 2, em Dusseldorf, em reedição da final da Copa de 2014.

E mais: Ainda incompleta, seleção faz segundo treino na China, o primeiro com bola

Entre os atletas que trabalharam sob as ordens de Tata Martino estiveram os que atuam no futebol argentino. O volante Fernando Gago, do Boca Juniors, o goleiro Augustín Marchesin, do Lanús e o meia Leonel Vangioni, do River Plate chegaram pouco antes do treino e logo se juntaram ao restante do grupo.

A equipe voltará às atividades nesta quarta-feira, focada no Superclássico das Américas, disputado contra o Brasil e marcado para este sábado, às 9h05 (de Brasília), no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.