Em entrevista à rádio Onda Cero, presidente da liga espanhola diz que a lei do esporte do país não permitiria a presença dos clubes de um estado não espanhol no campeonato nacional

Jogadores do Barcelona tem um dos uniformes da equipe com as cores da bandeira da Catalunha
Divulgação
Jogadores do Barcelona tem um dos uniformes da equipe com as cores da bandeira da Catalunha

O presidente da Liga Espanhola de Futebol Profissional, Javier Tebas, afirmou na manhã desta terça-feira que Barcelona e Espanyol não disputariam o torneio caso a Catalunha se torne independente, explicando que apenas Andorra pode disputar competições oficiais espanholas como "Estado não espanhol".

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Campeonato Espanhol

"Barcelona e Espanhol não jogariam a Liga Espanhola se Catalunha se tornar independente. E não o fariam pelos seguintes motivos: a Lei do Esporte afirma que apenas um Estado não espanhol pode jogar a Liga ou competições oficiais espanholas e é Andorra", afirmou Tebas à rádio Onda Cero .

Segundo o dirigente, para que tal modificação seja feita e os clubes possam disputar o Campeonato Espanhol, teria que haver uma alteração no Parlamento e o setor afetado precisaria estar de acordo.

E mais: José Mourinho pede Daniel Alves no Chelsea, diz jornal britânico

"Não imaginamos a Espanha sem a Catalunha nem a liga sem o Barcelona ou Messi. O negócio viria abaixo", acrescentou Tebas

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.