Zagueiro sentiu uma lesão na perna direita e foi cortado pelo técnico Vicente Del Bosque da equipe que enfrentará Eslováquia e Luxemburgo, pelas eliminatórias da Euro 2016

Titular do Real Madrid e da seleção da Espanha, o zagueiro Sérgio Ramos foi cortado de última hora da relação de atletas feita por Vicente Del Bosque para os jogos eliminatórios da Euro 2016, no mês de outubro, diante da Eslováquia, quinta, e de Luxemburgo, no domingo. O jogador foi diagnosticado com uma lesão muscular na perna direita, contusão sentida ao término do jogo diante do Athetlic Bilbao , em partida pelo Espanhol.

Confira a classificaçãoa tualizada, artilharia e notícias do Campeonato Espanhol

A vaga deixada em razão do corte foi preenchida pelo jovem Marc Bartra, zagueiro criado nas categorias de base do Barcelona e titular da zaga azul-grená ao lado de Piqué, com quem vai atuar também na seleção. Ramos não se ausentava de uma convocação desde maio, quando não enfrentou a Bolívia porque recebeu férias depois de vencer a Liga dos Campeões com o Real Madrid.

Vetado da viagem à Eslováquia, Ramos comentou que não se importa com o rodízio de atletas promovido por Del Bosque. "Não sou um daqueles que geralmente se queixam. Nos últimos anos, tenho feito poucos pedidos e sofrido pouco com lesões, o que faz com que as coisas se desenrolem bem. Meu objetivo é estar sempre disponível para o treinador decidir quem vai jogar", comentou.

E mais: Após três gols de Cristiano Ronaldo, Ancelotti vê craque favorito à Bola de Ouro

Apesar de não poder dividir posição nestes amistosos, o jogador comentou a volta de Piqué, jogador do rival Barcelona, à seleção espanhola, já que o defensor havia ficado fora da última convocação, não participando da derrota para a França. "Não tem porque voltar a criar polêmica, todos sabem que Piqué é muito bem-vindo e que faz muito bem à equipe. Ele sempre terá as portas abertas", avaliou Ramos.

O zagueiro, inclusive, mostrou-se confiante sobre a fase de classificação para a Euro 2016 e o atual momento de renovação da seleção. "Este grupo está bem confiante, nós confiamos muito em nós mesmos. São duas partidas importantes (diante de Eslováquia e Luxemburgo) que se ganharmos, daremos um passo muito importante para a vaga", falou em entrevista ao Marca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.