Tamanho do texto

Atual lanterna, Coritiba precisa bater maior rival para manter esperança de fugir do rebaixamento

Dois times, uma velha rivalidade e muitos ingredientes para um grande clássico em campo. Coritiba e Atlético Paranaense se enfrentam às 16h20 (de Brasília) deste sábado, no Estádio Couto Pereira, em momento decisivo para os rivais dentro do Campeonato Brasileiro . Enquanto o Coxa, lanterna, tenta se encontrar e começar uma arrancada, o Furacão ainda busca se estabilizar para respirar aliviado e olhar apenas para frente na classificação.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Sem poder pensar em tropeçar em casa, o Alviverde deve ir para o ataque. Essa pelo menos é a promessa do técnico Marquinhos Santos, que deve apostar nas voltas do meia Rosinei e do atacante Martinuccio. Este último deve atuar um pouco mais recuado, ao lado de Alex, liberando Zé Love e Joel mais à frente. Na defesa, o zagueiro Welinton, que realizou apenas treinos físicos, está fora. Já Hélder e Robinho devem ir para ao jogo, mas sem a definição se ficam como opção no banco ou começam atuando.

Com alguns clássicos na bagagem, o goleiro Vanderlei não acredita em favoritismo, seja pela parte técnica ou física. Dentro de um jogo equilibrado, ele espera superação para somar três pontos fundamentais para o Coritiba.

"Fisicamente todas as equipes estão desgastadas, nenhuma leva vantagem. Um jogo tão importante como é o Atletiba a gente têm é que estar cercado de coisas positivas a todo o momento, e buscar a vitória. Está difícil chegar àquela sequência de vitórias e só assim vamos conseguir sair da zona de rebaixamento", afirmou.

O Rubro-Negro tem a grande chance, embalado pela vitória no último final de semana diante do Corinthians, de encaixar uma sequência de bons resultados e selar de vez as pazes com o torcedor com uma vitória no Atletiba. O técnico Claudinei Oliveira prometeu montar equipe cautelosa, mas sem abdicar do ataque, mas terá problemas para escalar sua equipe. Ele não contará com o zagueiro Dráusio, que tem dores na costela, e o atacante Dellatorre, que sofre com entorse no tornozelo. O lateral Mário Sérgio, liberado, deve ficar como opção.

Se preparando para seu primeiro confronto entre os rivais em sua carreira, o experiente zagueiro Gustavo acredita que a semana de trabalho foi produtiva do ponto de vista técnico e tático, mas o que vai decidir o confronto é algo a mais de cada jogador.

"Temos que ir para este jogo com muita inteligência e concentração, porque clássico é sempre decidido no detalhe. O diferencial em um confronto como este é você jogar com o coração e com a alma. Trabalhamos bem e vamos entrar focados no clássico", avaliou.Mas as atenções de ambos os lados estarão voltadas mesmo para Alex, que deve disputar o clássico pela última vez. Diante de seu 18º Atletiba, com uma marca de oito vitórias, seis derrotas, três empates e seis gols marcados, o garoto de ouro coxa-branca pode ser decisivo em campo e deve ter atenção especial do adversário, conforme sinalizou o treinador atleticano.

Pelo Coxa, a esperança de que a nova formação dê mais liberdade para o meia criar. Certo mesmo é que todas as lentes estarão apontadas para o camisa 10, o que pode abrir espaço para outro jogador surpreender e ser o destaque da partida. As apostas estão abertas.

FICHA TÉCNICA -  CORITIBA X ATLÉTICO-PR

Local : Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba-PR
Data : 04 de outubro de 2014, sábado
Horário : 16h20 (de Brasília)
Árbitro : Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes : Luiz H. Souza Santos Renesto-PR e Luciano Roggenbaum - PR (CBF-1)

CORITIBA : Vanderlei; Norberto, Luccas Claro, Leandro Almeida e Carlinhos; Hélder, Rosinei (Robinho) e Alex; Martinuccio, Joel e Zé Love.
Técnico : Marquinhos Santos

ATLÉTICO-PR : Weverton; Sueliton, Cleberson, Gustavo e Natanael; Deivid, Hernani e Marcos Guilherme; Marcelo, Douglas Coutinho (Sidcley) e Cléo.
Técnico : Claudinei Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.