Clube foi punido pela Uefa por insultos racistas no jogo contra a Roma, no dia 17 de setembro. Foi aplicada também uma multa de R$ 621 mil aos russos

O CSKA Moscou, da Rússia, foi punido nesta sexta-feira por atos racistas praticados por seus torcedores na partida contra a Roma, realizada no dia 17 de setembro, em Roma. O Comitê de Controle, Ética e Disciplina da Uefa condenou os russos a jogar três partidas com portões fechados na Liga dos Campeões e pagar multa de 200 mil euros (R$ 621 mil).

Os russos já cumpriram uma das partidas de suspensão na última terça-feira, quando receberam o Bayern de Munique com portões fechados e foram derrotados por 1 a 0.

A Uefa também puniu o clube russo pelo lançamento de rojões no gramado durante a mesma partida, que terminou em goleada de 5 a 1 para a Roma, na primeira rodada do Grupo E da Liga dos Campeões.A entidade máxima do futebol europeu também proibiu o CSKA de comercializar ingressos para as partidas em que atuar fora de casa nesta edição da Liga dos Campeões.

Na última colocação do Grupo E, o CSKA ainda não somou pontos. Nos outros jogos que fará em casa, contra Roma e Manchester City, os russos terão de superar a falta de apoio da torcida para se recuperar e buscar uma vaga nas oitavas de final.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.