Empresário será candidato ao cargo hoje ocupado por Paulo Nobre. Aprovação do filtro de conselheiros será no dia 13

Depois de Wlademir Pescarmona registrar sua chapa, foi a vez de Luiz Carlos Granieri comparecer à secretaria social do Palmeiras e protocolar o grupo que concorrerá as eleições presidenciais no Palmeiras. Osimar Moraes, Antônio Henrique Silva, Faustino Caputo e Flávio Buongermino vão compor os cargos de vice.

Luiz Carlos Granieri, membro do COF, lançará candidatura
Reprodução
Luiz Carlos Granieri, membro do COF, lançará candidatura

Leia também:  Belluzzo volta à política do Palmeiras e será vice na chapa de Pescarmona

"A ideia é ter um vice-presidente em cada área vital do clube. Um para o futebol, outro para a administração social, categorias de base e esportes não profissionais. É preciso que todos estejam sempre em conjunto, um ouvindo o outro. Tenho tido muito apoio das pessoas que me conhecem há anos. É uma honra ser candidato à presidência do Palmeiras, ainda mais neste momento que estamos vivendo", disse Granieri ao iG .

Palmeiras faz contrato de 90 dias e fecha com volante até o fim do Brasileirão

O ex-presidente e influente nas alamedas do Palmeiras, Mustafá Contursi não apoiará o novo candidato. Segundo Granieri, esta é uma oportunidade dos sócios elegerem "um candidato neutro". "Admiro o Mustafá, mas eu não tenho o apoio dele. Eu acho que para essa eleição será totalmente diferente. O candidato não precisa do apoio de conselheiros, é apenas um crivo, depende do associado. É uma grande oportunidade de se ter um presidente neutro, que não tem nenhum tipo de vínculo com grupo político e que tenha de dar satisfações a conselheiros", completou.

Como o prazo limite se encerra nesta sexta-feira, os registros foram finalizados às 18h. Paulo Nobre não apresentou novidades e manteve os vices no registro da chapa: Maurício Precivalle, Genaro Marino, Victor Fruges e Antônio Jesse Ribeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.