Juiz nega pedido de arquivamento do processo do jogador do Barcelona, que terá de responder por três crimes financeiros

Em decisão divulgada nesta sexta-feira, um juiz de Barcelona negou o recurso apresentado por Lionel Messi contra a acusação de fraude fiscal. Com isso, o craque argentino terá de responder a julgamento no tribunal por três crimes financeiros, assim como seu pai e representante, Jorge Horacio.

O argentino Lionel Messi terá de responder por acusação de crime financeiro
David Ramos/Getty Images
O argentino Lionel Messi terá de responder por acusação de crime financeiro

A defesa do jogador tentou convencer o juiz de que o atacante não tinha conhecimento das ações de seu pai. Para o magistrado, no entanto, não há indícios suficientes para inocentar o atleta do Barcelona das acusações.

Além disso, o juiz recusou o testemunho de três pessoas ligadas a Messi: Alfonso Nebot, funcionário das empresas do atacante, Ángel Juárez, seu advogado, e Raúl Sanllehí, alegando que as declarações não eram pertinentes.

A acusação contra Messi e seu pai compreende evasão fiscal nos anos de 2007, 2008 e 2009, no valor de 4,1 milhões de euros (R$ 12,7 milhões). O Ministério Público espanhol havia pedido o arquivamento das denuncias contra o jogador, mantendo apenas as relacionadas a seu pai.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.