Tamanho do texto

Oitavas de final do torneio continental têm três equipes brasileiras em ação na noite desta quarta-feira

Três equipes brasileiras entram em campo nesta quarta-feira, para iniciarem suas trajetórias na fase de oitavas de final da Copa Sul-Americana. O Goiás está em Guayaquil, no Equador, para combater a altitude e enfrentar o Emelec. O Vitória também desembarcou em Medelín, na noite desta segunda, para duelar diante do Atlético Nacional pela partida de ida das oitavas. Já o Bahia é o único a começar a caminhada dentro de casa, quando recebe os peruanos do César Vallejo, na Fonte Nova, às 19h30 (de Brasília) - os outros dois jogos acontecem às 22 horas (de Brasília).

O Bahia chega embalado para o confronto diante da César Vallejo, já que venceu o Flamengo no fim de semana conseguindo se afastar ainda mais da zona de rebaixamento da Série A. O técnico Gilson Kleina admitiu não priorizar nenhuma competição, deixando claro que a equipe tentará disputar em todas as frentes.

Para o confronto desta quarta, o comandante do Tricolor baiano conta com a volta do lateral Roniery e dos atacantes Kieza e Rafinha. A ausência continua sendo o armador Lincoln, que continua no recondicionamento físico após cirurgia no joelho. A partida de ida da Sul-Americana, na Fonte Nova, marcará a 200ª partida de Marcelo Lomba à frente da meta da equipe.

Confira a tabela completa da Copa Sul-Americana

"Não queremos abdicar de nenhuma competição. Sabemos que a Sul-americana é outro tipo de campeonato e que precisamos tirar alguma vantagem aqui para poder passar a outra fase. O que está fazendo a diferença na equipe é a mentalidade do grupo em querer ser sempre vencedor", comentou o treinador.

A equipe da César Vallejo desembarcou no Brasil nesta segunda e aproveitou a viagem da delegação do Vitória a Medelín para utilizar o CT do Leão na preparação para a partida contra o Bahia. Antes da viagem, o técnico Franco Navarro falou sobre a necessidade de trazer um bom resultado na bagagem. "Bahia é uma equipe brasileira complicada como qualquer outra, mas vamos jogar duro fora de casa para buscar um bom resultado, tal como aconteceu nos jogos anteriores", comentou.

O elenco do Vitória, comandado pelo técnico Ney Franco, deixou o Brasil logo após a derrota para o Atlético-MG, no último domingo, que manteve a equipe na degola da competição, para se dirigir a Medelín. Apesar de ter viajado com a delegação completa, Ney Franco deverá poupar os titulares no intuito de priorizar o Brasileiro Série A, tendo em vista que a situação da equipe não é boa e o próximo confronto é diante do Botafogo, um adversário direto na luta contra o rebaixamento.

Dos jogadores que costumam formar a equipe titular, somente o goleiro paraguaio Fernández, o lateral direito Nino e o zagueiro Luiz Gustavo deverão começar jogando para buscar a vantagem na corrida as quartas de final, já que tanto o Leão como o Goiás definirão a vaga dentro de casa.

O Goiás também embarcou para seu destino, no caso o Equador, logo após perder para o Santos no Pacaembu. Apesar do revés recente, o técnico Ricardo Drubscky confia que o time tem condições de segurar o adversário fora de casa e decidir a vaga no Serra Dourada, ao lado da torcida. O comandante do Verdão de Goiás falou sobre as expectativas para o jogo, mostrando-se descontente a atuação do último domingo.

"Lamento muito, mas a equipe outra vez não jogou bem no fim de semana e agora esperamos que nesta quarta-feira os jogadores possam conquistar um bom resultado para se levantarem nas rodadas seguintes. Vamos dar uma sacudida, uma mexida, precisamos fazer jogos bons como já fizemos", falou Drubscky ao Portal 730.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.