Fernanda Colombo Uliana foi afastada pela CBF por ter cometidos erros durante partidas do Brasileirão. Assistente agora está trabalhando na terceira divisão

Quatro meses depois de estampar manchetes de jornais e portais nacionais e internacionais, por onde anda a árbitra auxiliar Fernanda Colombo Uliana? Longe dos holofotes por trabalhar na Série C do Campeonato Brasileira, a bandeirinha que virou musa no futebol é orientada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) a se calar sobre a reciclagem da arbitragem brasileira e agora procura um emprego. 

Fernanda Colombo Uliana, a bandeirinha que virou a musa do apito no Brasil
Reprodução/Facebook
Fernanda Colombo Uliana, a bandeirinha que virou a musa do apito no Brasil

Impedida de atender a reportagem do iG , Fernanda preferiu não contrariar a ordem da entidade para não criar rusgas. O assessor de imprensa dela, no entanto, revela que a assistente está procurando recolocação no mercado nas horas vagas. "Ela não quer fazer trabalhos como modelo, ao menos que seja ligado a esportes ou algo que seja bem legal. Mas as propostas não chegam. Por ela estar na Série C, saindo menos, acredito que não terão convites mesmo", disse Fabiano de Abreu.

Fernanda está trabalhando exclusivamente com a arbitragem desde que ganhou destaque após cometer um erro no clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG. À época, ela foi ofendida pelo diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, que sugeriu que ela posasse nua e largasse a arbitragem. A partir daí, ela participou de diversos programas de tv, eventos e ensaios e acabou perdendo o emprego anterior. Ela é formada em Educação Física. 

Nos próximos dias, Fernanda Colombo, por sua vez, pode aparecer. Isso porque ela aceitou a oferta da produtora Paramaker, primeira rede brasileira de canais do YouTube, para apresentar um programa esportivo e deve se pronunciar nos próximos dias. A bandeirinha, porém, não cogita largar o trabalho na arbitragem. O último jogo dela foi entre Guaratinguetá e Juventude, no último dia 20, na Arena Barueri. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.