Com vitória, Marítimo é o vice-líder do Campeonato Português, atrás apenas do Benfica

Neste domingo, cinco partidas deram continuidade à sexta rodada do Campeonato Português . O Marítimo goleou o Vitória de Guimarães por 4 a 0, enquanto o Arouca saiu derrotado para a Acadêmica pelo placar mínimo. Simultaneamente, o Boavista vencia o lanterna Gil Vicente por 3 a 2, e o Moreirense empatava sem gols com o Penafiel. Em outro horário, o Vitória de Setúbal venceu o Nacional por 2 a 0.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Português

Com os resultados, o Marítimo assumiu a terceira posição com 12 pontos, seguido de perto pelo Guimarães, adversário de hoje, que tem 11. Na intermediária da tabela, o Arouca é o nono colocado com sete pontos - mesma pontuação do Vitória de Setúbal e do Boavista. Na sequência, Acadêmica e Moreirense tem seis pontos. Na zona de rebaixamento, estão o Nacional e o Penafiel, com quatro pontos, e o Gil Vicente, na lanterna, com apenas um.

A rodada - No Estádio dos Barreiros, o Marítimo fez seus quatro gols logo no primeiro tempo. O atacante Edgar Costa abriu o placar logo aos seis minutos mandando de cabeça para o gol adversário. Os Verde-Rubros ampliaram a vantagem aos 29 com o meia brasileiro Fransérgio, que recebeu passe de Maazou e fez o segundo gol do Marítimo no jogo.

Aos 38, o brasileiro voltou a balançar as redes, agora de cabeça, após cruzamento do lateral-esquerdo Rúben. No último minuto da primeira etapa, o atacante Maazou fechou a conta em 4 a 0 marcando justamente contra o seu ex-clube.

Quando o relógio já marcava 29 minutos do segundo tempo, o Guimarães ainda teve chance de descontar a goleada quando o meia Danilo Pereira cometeu pênalti. No entanto, a cobrança foi desperdiçada pelo meio-campista Mensah.

No Municipal de Arouca, os donos da casa foram derrotados pela Acadêmica de Coimbra. O único gol do jogo foi marcado logo aos oito minutos do primeiro tempo, quando o meia Rui Pedro balançou as redes.

Com a vantagem no placar, os visitantes passaram a administrar o resultado, aproveitando-se da ineficiência ofensiva do adversário, que finalizou oito vezes mas não conseguiu converter as chances em gols.

Enquanto isso, o Bessa Século XXI testemunhava um jogo muito disputado, mas com ligeira vantagem do Boavista. O lanterna Gil Vicente abriu o placar logo aos três minutos com o atacante Nwankwo. No entanto, a festa durou apenas 10 minutos, tempo necessário para o zagueiro Sampaio deixar tudo igual entre as duas equipes.

Na volta para o segundo tempo, Nwankwo voltou a marcar aos 11, novamente colocando o Gil Vicente em vantagem. Mas a comemoração foi ainda menor do que no primeiro tempo, já que o brasileiro Anderson Carvalho voltou a recolocar o Boavista na frente aos 13.

E a estrela do meia brasileiro voltou a fazer a diferença no último minuto de jogo, trazendo a virada para os Axadrezados em 3 a 2.

Em jogo iniciado às 14 horas, no Estádio do Bonfim, o Vitória de Setúbal definiu o jogo em um espaço de tempo de cinco minutos. Aos 20, o atacante português Lupeta abriu o placar sobre o time do goleiro Silva.

Quatro minutos depois, o camisa 10 Pedro ampliou a vantagem e fechou a conta em 2 a 0, dada a ineficiência ofensiva do adversário, que não acertou um chute sequer.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.