Resultado ameaça anfitriões de também encerrarem a rodada como um dos times na zona de rebaixamento do Brasileirão

Em uma das partidas que abriram a 25ª rodada do Campeonato Brasileiro , disputada neste sábado, na Arena Condá, em Chapecó, Chapecoense e Criciúma empataram por 1 a 1. Leandro, aos 23 do primeiro tempo, abriu o placar para os donos da casa. Souza, aos oito da segunda etapa, igualou o marcador do duelo catarinense, e, no último lance do jogo, acertou a trave e perdeu a chance da virada.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Com o resultado, o Criciúma subiu para 24 pontos e deixou a lanterna do Brasileiro – agora ocupada pelo Coritiba, que enfrenta o Internacional neste domingo, no Beira Rio. A Chapecoense, por sua vez, chegou aos 28 pontos e se manteve na 14ª colocação.

O jogo deste sábado marcou o reencontro do técnico Gilmar Dal Pozzo com a Chapecoense, equipe que comandou por um ano e oito meses e da qual foi demitido em maio. A Chapecoense volta a campo na próxima quinta-feira, quando enfrenta o Palmeiras, no Pacaembu. Já o Criciúma joga no sábado, diante do Atlético-MG, no Heriberto Hülse.

Confira na galeria as imagens da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro:


O jogo

Em um jogo monótono, a Chapecoense soube aproveitar uma das falhas do Criciúma para abrir o placar, aos 23 minutos do primeiro tempo. Rodrigo Biro recebeu na esquerda e cruzou em direção à área. A defesa do Tigre falhou ao tentar afastar a bola, que sobrou para Leandro – o atacante da Chape dominou no peito, ajeitou e finalizou de esquerda, no canto direito do goleiro Bruno, que tocou na bola mas não conseguiu evitar o gol.

Dois minutos mais tarde, um lance despretensioso quase igualou o marcador. Distante do gol, na ponta esquerda, Lucca cobrou falta com efeito, e o que parecia cruzamento virou chute. O quique da bola na frente de Danilo enganou o goleiro da Chape, que estava adiantado e quase engoliu um frango.

A Chapecoense poderia ter ampliado o placar aos 31, quando João Vitor chutou a bola para trás e Camilo apareceu livre na ponta direita. O meia da Chape entrou na área e tocou na saída do goleiro Bruno, que só pôde torcer enquanto a bola caía para terminar na parte de cima da rede.

Os dois times ficaram com 10 em campo aos 40 minutos. O volante Bruno Silva, da Chapecoense, e o atacante Zé Carlos, do Criciúma, trocaram agressões no campo de ataque da Chape e acabaram expulsos.

Aos 44, Camilo teve nova oportunidade para fazer o segundo da Chape. O meia recebeu lançamento na ponta esquerda, entrou na área e finalizou rasteiro. A bola passou perto da trave esquerda de Bruno, que só olhou.Colocado pelo técnico Gilmar Dal Pozzo no lugar de Rafael Costa na volta para o segundo tempo, Souza empatou a partida aos oito minutos da etapa complementar. O centroavante aproveitou cruzamento da direita feito por Rodrigo Souza, ganhou no alto da defesa da Chape e cabeceou no ângulo esquerdo de Danilo.

Mais ofensivo na segunda etapa, o Criciúma quase virou a partida aos 14 minutos. Eduardo exagerou na força ao tentar cruzar, a bola passou por toda a área e caiu na esquerda, para Cléber Santana, que invadiu a área, livrou-se de dois marcadores e chutou. A bola passou perto da trave direita de Danilo.

No último lance da partida, quando o cronômetro já passava dos 48 minutos, o centroavante Souza recebeu livre na frente de Danilo, driblou o goleiro da Chapecoense, mas acertou a trave na finalização, perdendo a chance de virar o marcador.

FICHA TÉCNICA - CHAPECOENSE 1 X 1 CRICIÚMA

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 27 de setembro de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Nadine Schram Camara Bastos e Rosnei Hoffmann Scherer (ambos de SC)
Cartões amarelos: Fabiano (Chapecoense); Giovanni. Rodrigo Souza, Joílson (Criciúma)
Cartões vermelhos: Bruno Silva (Chapecoense); Zé Carlos (Criciúma)
Gols:
CHAPECOENSE: Leandro, aos 23 minutos do primeiro tempo
CRICIÚMA: Souza, aos oito minutos do segundo tempo

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Douglas Grolli, Rafael Lima e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Ricardo Conceição, Zezinho (Wanderson) e Camilo; Leandro e Fabinho Alves (Bergson)
Técnico: Jorginho

CRICIÚMA: Bruno, Luís Felipe (Eduardo), Joílson, Rodrigo Souza e Giovanni; Serginho, João Vitor, Rafael Costa (Souza) e Cléber Santana; Lucca (Bruno Lopes) e Zé Carlos
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.