Tamanho do texto

Estacionado nos 40 pontos com a derrota por 1 a 0 fora de casa, time de Mano Menezes é ultrapassado pelo Grêmio

Giovanni Augusto tenta escapar da marcação de Gil em ataque do Figueirense
Cristiano Andujar/Getty Images
Giovanni Augusto tenta escapar da marcação de Gil em ataque do Figueirense

O Corinthians foi a Florianópolis na tentativa de embalar após a vitória sobre o São Paulo no último final de semana. Mas a partida no estádio Orlando Scarpelli teve características bem diferentes. O equilíbrio foi quebrado em um gol de cabeça no final, e o Figueirense venceu por 1 a 0.

A repetição do placar do primeiro turno, na inauguração do estádio de Itaquera, custou ao time paulistano sua vaga entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Com 40 pontos, os comandados de Mano Menezes caíram para o quinto lugar. Já os donos da casa somam 29 e ganham distância da zona de rebaixamento.

A disputa poderia ter pendido para o lado do Corinthians, mas Guerrero acertou o travessão aos 37 minutos do segundo tempo. No minuto seguinte, Marcão ganhou de Cássio e Gil pelo alto para definir o placar de cabeça.

O jogo

Mano Menezes procurou manter o time do Corinthians que derrotou o São Paulo, com Uendel e Elias nos lugares dos suspensos Fábio Santos e Bruno Henrique. A partida em Florianópolis, no entanto, teve uma cara bastante distinta da exibida em Itaquera.

O árbitro Ricardo Marques Ribeiro chegou a hesitar, mas resistiu à tentação de apitar pênalti quando a bola tocou no braço de Danilo na área, logo no começo. Pouco houve além disso a registrar nos 15 minutos iniciais, com as duas equipes buscando o espaço com alguma dificuldade.

Marcos Pedroso e Guerrero correm atrás da bola no Orlando Scarpelli, palco de Figueirense x Corinthians
Cristiano Andujar/Getty Images
Marcos Pedroso e Guerrero correm atrás da bola no Orlando Scarpelli, palco de Figueirense x Corinthians

A primeira chance real apareceu quando Pablo achou o espaço a um passo da área e bateu forte. Cássio se esticou para defender e reagiu muito rapidamente para impedir o gol certo de Marco Antônio no rebote. Pouco depois, o goleiro se precipitou em uma saída do gol e foi salvo pelos companheiros, que afastaram o perigo da pequena área.

O Corinthians contava com boa participação de Danilo e Malcom na criação das jogadas, mas geralmente erravam no passe anterior à finalização ou escorregavam. Foram frequentes as quedas, especialmente por parte de Guerrero, que se movimentava em busca de uma oportunidade.

Em uma disputa com poucas faltas, os dois times chegavam perto da área e não conseguiam um bom desfecho para as jogadas. Thiago Heleno chegou a balançar a rede após cobrança de falta, mas foi pego em posição de impedimento pela arbitragem e nem teve disposição para reclamar.

Após o intervalo, sem alterações, a limitada inspiração dos ataques no primeiro tempo ficou ainda menor. O Corinthians poderia ter levado algum perigo em contra-ataque no qual Guerrero errou o passe na área para Malcom, mas as defesas levavam vantagem com certa facilidade.

A primeira atitude de Mano para findar a inércia foi trocar Danilo por Jadson, aos 16 minutos. Até os 31, o gaúcho colocaria Lodeiro na vaga do debilitado – e pouco eficiente – Elias e Luciano no lugar de Malcom. Do outro lado, as apostas ofensivas de Argel foram Clayton e Marcão.

Clayton entrou dando trabalho a Anderson Martins, para desespero de Mano, mas o Corinthians teve a chance da vitória aos 37, quando Guerrero recebeu na área e, mesmo com pouco ângulo, bateu com força, acertando o travessão. O castigo chegou no minuto seguinte.

Na segunda batida de escanteio seguida da esquerda, Gil parou, e Cássio saiu para tentar impedir o cabeceio de Marcão. Não conseguiu, e o time voltou a pagar pelo que se tornou recorrente: falha pelo alto. Ralf tentou devolver na mesma moeda do outro lado, mas não impediu a quarta derrota do time do Parque São Jorge no Nacional.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 0 CORINTHIANS

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 24 de setembro de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
Cartões amarelos: França e Jefferson (Figueirense)

Gol
FIGUEIRENSE: 
Marcão, aos 38 minutos do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Leandro Silva, Nirley, Thiago Heleno e Marquinhos Pedroso; Paulo Roberto, França, Marco Antônio e Giovanni Augusto (Jefferson); Pablo (Clayton) e Everaldo (Marcão)
Técnico: Argel Fucks

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Uendel; Ralf, Elias (Lodeiro), Renato Augusto e Danilo (Jadson); Malcom (Luciano) e Guerrero
Técnico: Mano Menezes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.