Camaronês Albert Ebosse, que defendia o JS Kabylie, morreu após ser atingido por um objeto arremessado pela torcida. Clube não poderá atuar em competições oficiais por dois anos

Ebosse morreu após ser atingido na cabeça por um objeto lançado pela torcida
Reprodução/Twitter
Ebosse morreu após ser atingido na cabeça por um objeto lançado pela torcida

O JS Kabylie, equipe da Argélia, ficará dois anos sem poder participar de competições continentais africanas. O motivo da suspensão foi a morte do camaronês Albert Ebosse, que defendia o Kabylie. Ele foi atingido por um pedaço afiado de ardósia arremessado pela torcida durante uma partida do campeonato local , no final de agosto.

A decisão de punir o clube argelino foi tomada nesta segunda-feira, durante um encontra da Confederação Africana de Futebol (CAF), na cidade de Adis Adeba, capital da Etiópia. A federação argelina, por sua vez, estabeleceu que a equipe terá de atuar com portões fechados até o fim do Campeonato Argelino.

Leia mais: Argélia suspende futebol após morte de jogador atingido por objeto

Atual vice-campeão da Argélia, o JS Kabylie conquistou a classificação para a edição 2015 da Liga dos Campeões da África, mas não poderá participar da competição por causa da suspensão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.