Presidente do Atlético-MG não perdeu a oportunidade de brincar com o rival em entrevista à ESPN nesta segunda-feira, um dia depois da vitória de 3 a 2 no Mineirão

O lado polêmico do presidente do Atlético-MG , Alexandre Kalil, voltou a aparecer nesta segunda-feira, um dia após sua equipe vencer o Cruzeiro por 3 a 2 no Mineirão, em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro . O mandatário atleticano provocou os rivais em entrevista à ESPN .

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Brasileirão

Alexandre Kalil enalteceu a superioridade do Atlético-MG nos duelos contra o Cruzeiro
Site oficial
Alexandre Kalil enalteceu a superioridade do Atlético-MG nos duelos contra o Cruzeiro

"O Cruzeiro não é freguês, é cliente. Já tem muito tempo que não ganham da gente. A gente vai sempre com muita fé jogar contra eles, independentemente de classificação ou time. A gente gosta muito de jogar contra o Cruzeiro, ao contrário deles. Tem gente que jogou dos dois lados e diz que eles tremem mesmo, que tem medo do Atlético-MG. Isso está provado em números. É diferente de Grêmio e Internacional, Vitória e Bahia. O Atlético tem um mundo de vitórias a mais que o Cruzeiro. É normal. Disputamos seis pontos e ganhamos os seis (no Campeonato Brasileiro)", afirmou Kalil.

Apesar das duas vitórias no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG perdeu o título mineiro para o Cruzeiro após dois empates sem gol na decisão (por ter melhor campanha, a Raposa ficou com o título). Nos últimos quatro Estaduais, decididos sempre pelos rivais, há equilíbrio: dois títulos para cada lado.

E mais: Rodada de clássicos tem a melhor média de público e de gols do Brasileirão 2014

Questionado sobre os incidentes envolvendo a torcida do Atlético-MG no clássico deste domingo, Kalil preferiu não comentar o comunicado da Minas Arena, concessionária que administra o Mineirão, que responsabilizou a torcida alvinegra pela explosão de algumas bombas.

"A Minas Arena não cante de Galo, não, que Galo só tem um, que é o nosso Galo. Então, o Atlético-MG vai jogar lá e não precisa pedir à Minas Arena. A gente tem um bom relacionamento. Se soltou cartinha infeliz agora, deve ser porque soltou outro dia que o Cruzeiro deu um cano de R$ 2 milhões e foi notícia em Minas Gerais e estourou no Brasil inteiro, e agora estão querendo arrumar lambança de coisa interna deles e do Cruzeiro na rua. O que a Minas Arena fala não interessa ao Atlético-MG", afirmou Kalil, que aproveitou para comentar a preferência do Galo pelo Estádio Independência, onde manda a maioria dos seus jogos.

Vitória fundamental

O técnico Levir Culpi ressaltou a importância da vitória por 3 a 2 sobre o Cruzeiro. De acordo com ele, o triunfo sobre o rival aconteceu em um momento importante para o Atlético-MG na competição. O treinador argumenta que o triunfo coloca sua na briga por um lugar no G4 e de quebra uma vaga na Copa Libertadores de 2015

"Foi uma vitória na hora certíssima, momento melhor não poderia ter. O Mineirão lotado, o Atlético-MG jogando com muita garra e o Cruzeiro com muita técnica. Só que, desta vez, prevaleceu a nossa velocidade e objetividade. É um momento de felicidade que nos coloca no campeonato", comentou.

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.