Gol de Kleber nos minutos finais dá a vitória ao clube carioca, que segue em quarto no campeonato, agora com 43 pontos

Dakson comemora gol do Vasco
FERNANDO SOUTELLO/ Agif/Gazeta Press
Dakson comemora gol do Vasco

O Vasco desperdiçou inúmeras oportunidades diante do Náutico neste sábado, em São Januário. Até saiu atrás, mas conseguiu reunir forças para buscar a virada na reta final da partida e conquistou uma vitória por 2 a 1, resultado fundamental para a permanência entre os quatro melhores da Série B.

Sassá, de pênalti, abriu o placar aos 21 do segundo tempo para o Náutico. Dakson empatou para o time da casa 11 minutos depois. A virada veio aos 42, com Kleber. 

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Série B

A vitória deixa o Vasco com 43 pontos, em quarto lugar na tabela de classificação. A pontuação é a mesma da Ponte Preta, mas o time de Campinas leva vantagem por ter mais vitórias. O Náutico, por sua vez, segue estacionado nos 34 pontos, em nono lugar. 

Na próxima rodada, o Vasco vai até São Luís, na terça-feira, para encarar o Sampaio Corrêa. Já o Náutico entra em campo no mesmo dia, contra a Portuguesa, no Canindé.

O jogo

O Vasco começou a partida com uma marcação sob pressão, mas só conseguiu criar sua primeira oportunidade de gol aos 12 minutos, em chute de longe de Maxi Rodríguez. O Náutico respondeu no minuto seguinte, com Crislan, mas o atacante finalizou muito mal.

Os cruzmaltinos seguiram com o domínio das ações e quase abriu o placar aos 16 minutos. Em avanço rápido, Thalles encontrou Kleber, mas o atacante chutou por cima do travessão de Julio Cesar. Dois minutos depois, os cariocas tiveram nova oportunidade. Após cobrança de escanteio, Douglas Silva cabeceou sozinho, só que a bola foi para fora.

As chances animaram os donos da casa, que continuaram criando boas jogadas. Aos 21 minutos, Thalles tocou para Douglas, que chutou, mas viu Julio Cesar salvar os pernambucanos. Depois, Maxi Rodríguez cruzou e Kleber finalizou para fora.

O goleiro do Náutico seguia como figura principal da partida e salvou mais uma vez os visitantes aos 28 minutos, em cobrança de falta de Douglas. Os pernambucanos só voltaram a avançar no minuto seguinte, em chute de Paulinho que parou em boa defesa de Martín Silva.

Na parte final, o panorama do confronto não mudou. O Vasco tinha o domínio da partida e desperdiçava muitas chances. Aos 36 minutos, Douglas cobrou falta e novamente parou em Julio Cesar. Quatro minutos depois, foi a vez de Kleber finalizar em cima do goleiro pernambucano. Já nos acréscimos, Guiñazu fez grande jogada individual, mas chutou na rede pelo lado de fora. Assim, o jogo foi para o intervalo com o placar inalterado.

Na etapa final, o Vasco continuou melhor e desperdiçando oportunidades de abrir o placar. Nos cinco primeiros minutos, os cariocas perderam chances com Douglas, Thalles e Kleber. O Náutico só conseguiu avançar aos 11 minutos, em chute de Sassá que obrigou Martín Silva a fazer a defesa em dois tempos.

Como diz o ditado "quem não faz, leva", o Náutico foi quem marcou, aos 20 minutos. Martín Silva cometeu pênalti em Crislan, cobrado com categoria por Sassá.

Depois do revés, os cruzmaltinos sentiram a necessidade do gol e passaram a rpoduzir pouco no ataque. O Náutico continuava recuado e impedindo os avanços dos donos da casa. Quando parecia que o Vasco estava batido em campo, a equipe conseguiu o empate, aos 31 minutos. Thalles cruzou rasteiro pela direita e Dakson apareceu para tocar cruzado, sem chance para Julio Cesar.

Nos minutos finais, o Vasco seguiu buscando a vitória, mas continuava desperdiçando boas chances. O Náutico aproveitava os espaços na defesa vascaína para assustar em contra-ataques. Só que aos 42 minuto, em um avanço rápido, Thalles cruzou rasteiro e a bola chegou para Kleber finalizar para a rede e decretar a vitória carioca em São Januário.

FICHA TÉCNICA -  VASCO 2 X 1 NÁUTICO
Local:
São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de setembro de 2014 (Sábado)
Horário: 16h10(de Brasília)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Assistentes: Alexandre Kleiniche (RS) e Carlos Henrique Selbach (RS)
Renda: R$ 174.720,00
Público: 10.291 pagantes
Cartões amarelos: Fabrício, Dakson, Edmílson e Martín Silva (Vasco); Paulinho, Rafael Cruz e Mario Risso (Náutico)

GOLS
VASCO:
Dakson, aos 31min do segundo tempo; Kleber Gladiador, aos 42min do segundo tempo
NÁUTICO: Sassá, aos 20min do segundo tempo

VASCO: Martín Silva, Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Lorran (Marlon); Guiñazu, Fabricio (Dakson), Douglas e Maxi Rodríguez (Edmílson); Kleber Gladiador e Thalles
Técnico:  Joel Santana

NÁUTICO: Júlio César, Rafael Cruz, Mario Risso, Renato Chaves e Raí; João Ananias, Elicarlos (Marconi), Paulinho (Bruno Furlan) e Vinícius; Sassá e Crislan (Cañete)
Técnico: Dado Cavalcanti

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.