Paulo Schmitt diz que meia será enquadrado do artigo de agressão e a puniçaõ varia de quatro a 12 jogos. Julgamento ainda não tem data marcada para acontecer

Valdivia corre o risco de desfalcar o Palmeiras por até 12 jogos neste Campeonato Brasileiro. Depois de avaliar as imagens do lance em que o chileno pisa no flamenguista Amaral, o procurador-geral do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Paulo Schmitt, confirmou nesta sexta-feira que o caso será enquadrado como agressão.

Valdivia recebe o cartão vermelho no empate do Palmeiras contra o Flamengo
Getty Images
Valdivia recebe o cartão vermelho no empate do Palmeiras contra o Flamengo

"Vamos enquadrar em agressão. Não tem como ser diferente", afirmou o procurador. O artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (agressão física) prevê punição entre quatro e 12 jogos, mas a data do julgamento ainda não foi definida pelo STJD.

Depois de um longo período se recuperando no departamento médico, Valdivia voltou a campo na noite de quarta-feira, quando entrou no intervalo da partida contra o Flamengo. O meia melhorou o time durante o tempo em que esteve em campo, mas acabou recebendo o cartão vermelho por provocar o alnce.

Ao cometer uma falta no ataque sobre Amaral, o meia ainda pisou no adversário, que estava no chão. O árbitro Anderson Daronco excluiu o jogador da partida e ainda relatou na súmula que o motivo foi "pisar na nádega do adversário".

O próprio Valdivia reconheceu o erro. "Nós nos enroscamos e depois, quando ele estava no chão, tive uma reação absurda, idiota e deixei a planta do pé nas costas dele. Não chegou a ser um pisão, mas deixei o pé nas costas dele", disse o chileno. "Fiz cagada. Desculpa a palavra, mas fui mal", lamentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.