Mineiros buscam voltar a ficar perto do G4, ao passo que o time goiano tenta se manter longa da zona de rebaixamento

Atlético-MG vem de empate com o Grêmio
MOURÃO PANDA/Gazeta Press
Atlético-MG vem de empate com o Grêmio

O Atlético-MG não consegue engrenar no Campeonato Brasileiro e vê o grupo dos quatro primeiros mais distante a cada rodada. Para manter vivo o sonho de ao menos se classificar para a próxima Libertadores, precisa começar a vencer fora de casa. Uma boa oportunidade será nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), em partida contra o Goiás , no Serra Dourada.

Além de superar o oponente, o Atlético-MG terá de passar por cima dos desfalques. Como se não bastasse o excesso de jogadores no departamento médico, o técnico Levir Culpi ainda tem que lidar com o desgaste físico de alguns atletas, problema que vai tirar mais três peças do jogo contra o Goiás: Leonardo Silva, Diego Tardelli e Luan.

Os três jogadores não estão lesionados, mas vêm sentido o desgaste pela grande quantidade de partidas em sequência. Por precaução, a comissão técnica, em conjunto com o departamento médico, optou por preservar os jogadores. Uma contusão poderia tirar mais três atletas importantes do clássico de domingo, contra o arquirrival Cruzeiro.

Outro problema para o treinador é o lateral direito Marcos Rocha, que terá de cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Sobre a armação da equipe, Levir Culpi resolveu convocar o avante Jô, que ficou fora por deficiência técnica do jogo contra o Grêmio. Com isso, é provável que o time volte a ter um jogador de referência no ataque. A formação se torna mais provável pela ausência dos três atletas desgastados.

"Não estou defendendo o 9, mas todo time tem que ter um atacante, até para facilitar para o meia, para quem joga nas beiradas ter uma referência. O Barcelona já treina assim há um certo tempo, fica mais fácil. Mas a maioria dos times ainda necessita de um cara de referência. Não pode ficar parado, porque fica fácil, mas tem que movimentar nessa área do campo", comentou Jô.

Goiás perdeu do Criciúma na última rodada
DEZA BERGMAN/Gazeta Press
Goiás perdeu do Criciúma na última rodada

Se o Atlético-MG tem problemas na escalação da equipe, o Goiás não fica atrás, o técnico Ricardo Drubscky também não poderá conta com força máxima. O volante Thiago Mendes e o meia Tiago Real receberam o terceiro cartão amarelo e ficam fora do duelo contra o Galo.

A tendência é que o capitão Amaral, recuperado de lesão, entre na vaga de Thiago Mendes. No meio-campo, Drubscky tem mais opções. Ramon pode voltar ao time titular e disputa a preferência do treinador com o jovem Murilo. Além das alterações forçadas, é possível que o Goiás tenha mudanças de ordem tática, já que o desempenho não tem agradado nas últimas rodadas.

"Independentemente da condição no momento, o Atlético-MG tem jogadores bastante qualificados e até da Seleção Brasileira, mas gostamos deste tipo de jogo, de jogar contra equipes como o Galo. A dificuldade será imensa, mas sabemos que temos condições de conseguir uma boa vitória", disse o volante Amaral.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS X ATLÉTICO-MG

Local : Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data : 18 de setembro de 2014, quinta-feira
Horário : 18h30 (de Brasília)
Árbitro : Luiz Flávio de Oliveira (Asp. Fifa/SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Vicente Romano Neto (ESP-2/SP)

GOIÁS : Renan; Valmir Lucas, Jackson, Felipe Macedo e Léo Veloso; Amaral, David, Esquerdinha e Murilo; Erik e Samuel
Técnico : Ricardo Drubscky

ATLÉTICO-MG : Victor; Alex Silva, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Claudinei, Leandro Donizete, Dátolo e Guilherme; Carlos e Jô
Técnico : Levir Culpi

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.