Atacante do Botafogo foi expulso na derrota diante do Bahia e ainda criticou bastante a CBF para uma das câmeras de TV

Emerson Sheik critica a CBF olhando para a câmera de TV após ser expulso
Buda Mendes/Getty Images
Emerson Sheik critica a CBF olhando para a câmera de TV após ser expulso

Como tem sido hábito no Campeonato Brasileiro, o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) deve ter bastante trabalho nesta semana. Um dos três botafoguenses expulsos na derrota por 3 a 2 para o Bahia , no Maracanã, Emerson Sheik foi o grande protagonista da última quarta-feira. O atacante marcou dois gols, foi expulso, criticou a CBF e ainda ofendeu o árbitro Igor Junio Benevenuto.

O comportamento do atleta alvinegro corre sérios riscos de culminar em punição, até porque os xingamentos foram relatados na súmula da partida. "Cumpre informar que o referido atleta havia sido advertido anteriormente (à expulsão) por reclamação ao proferir as seguintes palavras a mim: ‘Apita essa p...!’", escreve Benevenuto no documento, revelando ainda ter sido alvo de ofensas diretas do atacante.

Após revés do Botafogo, Mancini critica arbitragem e se sente desrespeitado

"Após ser expulso, o mesmo veio em minha direção e proferiu as seguintes palavras: ‘Safado, sem vergonha, você é um merda, vagabundo, não apita nada’", completa o árbitro, que ainda cita a declaração de Emerson ao sair de campo após o cartão vermelho, quando caracterizou a CBF como "vergonha" para uma câmera de TV.

Relembre outros jogadores que contestaram o "sistema"

Sheik foi expulso aos 14 minutos do segundo tempo após entrada dura em Uelliton, que lhe resultou no segundo cartão amarelo. O lance aconteceu dois minutos após o meia Luis Ramírez ser expulso. Desta forma, o Botafogo ficou com dois homens a menos por cerca de 30 minutos e sofreu a virada. O duelo que coloca o Glorioso na zona de rebaixamento já tinha acabado quando Júlio César também levou vermelho por ironizar a atuação do árbitro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.