Torneio de clubes da Uefa paga ao campeão cerca de R$ 115 milhões, contra R$ 80,5 milhões pagos pela Fifa à Alemanha

Nem a Copa do Mundo consegue competir financeiramente com a Liga dos Campeões . O torneio de clubes organizado pela Uefa, cuja fase de grupos começou nesta terça-feira, paga ao campeão cerca de US$ 50 milhões (R$ 115 milhões), entre premiações e direitos de transmissão. Muito mais que os US$ 35 milhões (R$ 80,5 milhões) pagos pela Fifa à Alemanha, campeã do mundo no Brasil.

Sem levar em conta a eventual conquista do título, o Manchester United, que está fora da atual edição da Liga dos Campeões, calcula que a ausência custará ainda mais caro: entre 40 milhões (R$ 152 milhões) e 50 milhões de libras (R$ 190 milhões). A maior parte da perda é proveniente dos direitos de transmissão dos jogos, mas também entram na conta as premiações distribuídas pela Uefa e as rendas dos jogos disputados dentro de casa.

Leia mais: Liga dos Campeões é mais um 7 a 1 europeu no futebol brasileiro

Real Madrid conquistou seu 10º título da Liga dos Campeões na última temporada
Getty Images
Real Madrid conquistou seu 10º título da Liga dos Campeões na última temporada

Como deixa clara a conta do United, não é preciso ser campeão para encher o bolso na Liga dos Campeões. Uma vitória na fase de grupos da atual edição vale US$ 1,3 milhão; um empate, US$ 646 mil. Os dois finalistas disputam um total de 13 jogos, e basta uma conta simples para calcular o potencial de ganho apenas com as vitórias: US$ 16,9 milhões.

Alemanha campeã: Fifa paga menos que Uefa
Clive Rose
Alemanha campeã: Fifa paga menos que Uefa

As duas principais fontes de recursos da Uefa para sustentar tamanha fartura são os direitos de transmissão de televisão e os acordos comerciais, o que não é novidade no futebol. O que espanta são os valores: no total, a entidade embolsa US$ 1,73 bilhão por edição, acrescidos aí os valores ligados à Supercopa, jogo que abre a temporada e opõe os campeões da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

A rica Uefa não é mão de vaca e distribui entre os clubes 75% do que arrecada com a competição, até um limite de US$ 671 milhões. Do valor restante, 82% também vão para os cofres das equipes. Mais uma vez, chama a atenção a comparação com a Copa do Mundo, que distribuiu somente US$ 454 milhões entre as 32 seleções participantes do torneio deste ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.