Rival da próxima rodada ocupa o último lugar na classificação, mas jogadores do Flu enxergam qualidades no time baiano

Depois de v encer o Palmeiras por 3 a 0 , com relativa facilidade, no fim de semana, o Fluminense terá pela frente outro rival que luta contra o rebaixamento. O confronto da vez será contra o Vitória , nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Barradão, em Salvador (BA), pela 22ª rodada do Brasileirão . O Rubro-Negro baiano segura a lanterna com apenas 18 pontos conquistados, mas é visto como foco de preocupação por parte dos tricolores. Isso porque, os jogadores do clube carioca entendem que o rival tem mais qualidade do que retrata a sua realidade dentro do Brasileirão.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Brasileirão

"A posição do Vitória na tabela de classificação pode não ser verdadeira e o time deles tem condições de escapar desta situação, pois conta com atletas experientes. Além disso, quando joga em casa costuma criar muitas dificuldades para seus adversários. Espero mais um jogo muito complicado, como todos que temos feito como visitantes na competição", analisou o atacante Fred.

O volante Jean pensa de maneira parecida. "Vamos ter muitas dificuldades, pois o Vitória vem subindo de produção no Campeonato Brasileiro, tanto que venceu o Internacional na semana passada dentro de Salvador. O time deles sabe da importância de fazer a lição de casa para escapar do rebaixamento e irá fazer dos jogos no Barradão verdadeiras finais de campeonato. Vamos ter muitas dificuldades, mas estamos em um momento da competição que é fundamental darmos demonstração de força para provarmos que vamos lutar por objetivos maiores", disse Jean.

E mais: Fred celebra fim da seca de gols e já volta a pensar em seleção brasileira

Na visão do atacante Rafael Sobis, o Fluminense vem encontrando muitas dificuldades contra adversários que estão lutando na parte de baixo da tabela de classificação e isso precisa ser mudado contra o Vitória. Porém, os tropeços acabam ligando o sinal de alerta pelos lados das Laranjeiras, já que o histórico recente não é dos melhores.

"O Vitória é um time muito perigoso quando joga dentro de casa e a partida desta quarta-feira é muito perigoso. O Figueirense lutava contra o rebaixamento e sofremos para empatar lá na semana passada. A Chapecoense também estava nesta situação, assim como o Criciúma, e perdemos para os dois em Santa Catarina. O próprio Vitória nos venceu dentro do Maracanã no primeiro turno. Portanto, todo cuidado é pouco e precisamos estar atentos para não sermos surpreendidos", analisou Rafael Sobis, esquecendo de citar ainda a derrota de 2 a 0 para o Botafogo, em Brasília (DF), e o empate em casa para o Coritiba, ambos resultados também válidos pelo primeiro turno do Brasileiro.

Como a segunda-feira foi de trabalho regenerativo, apenas no treino previsto para a manhã desta terça-feira, nas Laranjeiras, que o técnico Cristóvão Borges vai definir a formação que vai a campo. O treinador não poderá contar com o meia Wágner, que vai ter que cumprir suspensão por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Palmeiras. Em compensação, o lateral direito Bruno e o volante Diguinho, que cumpriram suspensão contra o Verdão, voltam a ficar à disposição da comissão técnica. O segundo, inclusive, pode assumir a vaga de Wágner, enquanto que Bruno ganhará o lugar do volante Rafinha, que atuou de maneira improvisada no fim de semana. Após o treino desta terça a delegação embarca para a capital baiana.

Com Gazeta 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.