Clube soma duas vitórias consecutivas e, com 38 pontos, se manterá no G4 mesmo em caso de tropeço. Goianos têm 28

Vasco soma duas vitórias consecutivas na Série B e tenta manter embalo
Agif/Gazeta Press
Vasco soma duas vitórias consecutivas na Série B e tenta manter embalo

Após duas vitórias consecutivas, o Vasco tenta embalar de vez na Série B do Campeonato Brasileiro neste sábado, quando encara o Atlético-GO , a partir das 16h10 (de Brasília), no estádio Mané Garrincha, em Brasília, em duelo válido pela 22ª rodada da competição. O duelo vai acontecer na capital federal porque os goianos venderam o mando de campo.

O Vasco tem 38 pontos e, mesmo se for derrotado, seguirá no G4 uma vez que tem quatro pontos de vantagem para a Ponte Preta, quinta colocada. Já o Atlético-GO, que tem dez pontos a menos e está na parte intermediária da tabela de classificação, luta contra a irregularidade. Isso porque, o time venceu a mesma Ponte Preta por 4 a 3, fora de casa na terça-feira, e perdeu por 3 a 0 como anfitrião para o Boa Esporte-MG, na partida anterior.

Joel Santana, técnico do Vasco, espera dificuldades na partida deste sábado e faz elogios ao adversário: "Não vamos enfrentar um time bobo e sim uma equipe que até pouco tempo estava na primeira divisão. O Atlético sempre costuma criar problemas e agora não vai ser diferente, já que deseja a vitória tanto quanto o Vasco. Ainda não estamos no nosso ideal, mas acredito que meu grupo tenha potencial para construir um resultado positivo", disse Joel.

Os jogadores vascaínos entendem que a atitude do time tem que ser a mesma dos jogos anteriores: "Nós precisamos jogar com a mesma autoridade com que ganhamos do Luverdense-MT, na terça-feira, por exemplo. Tenho certeza de que estamos progredindo tecnicamente e taticamente. Sendo assim, se continuarmos com uma boa atitude em campo, sempre tomando as iniciativas e tentando controlas as ações, vamos conseguir o resultado que nos interessa", previu o lateral Diego Renan.

O Vasco tem três alterações para esta partida. O goleiro Martin Silva, que estava servindo à seleção uruguaia em amistosos internacionais, e o volante Pedro Ken, que cumpriu suspensão diante do LEC, reaparecem nas vagas de Jordi e Jhon Cley, respectivamente. Por outro lado, o atacante Kleber Gladiador fica de fora por acúmulo de cartões amarelos e seu posto será ocupado pelo jovem Thalles.

Pelo lado do Atlético-GO, o técnico Wagner Lopes entende que sua equipe pode, assim como planeja o Vasco, embalar. Ele estreou no triunfo sobre a Macaca e sonha com dias melhores. "Estamos no meio da tabela e nos próximos jogos vamos definir pelo que vamos lutar e se vamos realmente lutar por alguma coisa. Portanto, se pegarmos embalo neste momento podemos lutar pelo acesso. Acredito que temos condições para isso", disse Wagner.

Em termos de escalação, o Dragão não poderá contar com o zagueiro Lino, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Assim, Artur assume o posto. O restante da equipe terá a mesma base do duelo com a Ponte Preta.

No primeiro turno as duas equipes se enfrentaram em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), e o Vasco ganhou por 3 a 0, com dois gols do lateral Marlon, após Douglas ter aberto o placar.

FICHA TÉCNICA -  ATLÉTICO-GO X VASCO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 13 de setembro de 2014 (Sábado)
Horário: 16h10(de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Carlos Henrique Selbach (RS)

ATLÉTICO-GO: Márcio, Jonas, Adriano Alves, Artur e Thiago Feltri; Marcus Winícius, Wagner Carioca, Pedro Bambu e Jorginho; André Luis e Yago
Técnico: Wagner Lopes

VASCO: Martín Silva, Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Lorran; Pablo Guiñazu, Fabrício, Pedro Ken, Douglas e Maxi Rodríguez; Thalles
Técnico: Joel Santana

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.