Tamanho do texto

Clube soma duas vitórias consecutivas e, com 38 pontos, se manterá no G4 mesmo em caso de tropeço. Goianos têm 28

Vasco soma duas vitórias consecutivas na Série B e tenta manter embalo
Agif/Gazeta Press
Vasco soma duas vitórias consecutivas na Série B e tenta manter embalo

Após duas vitórias consecutivas, o Vasco tenta embalar de vez na Série B do Campeonato Brasileiro neste sábado, quando encara o Atlético-GO , a partir das 16h10 (de Brasília), no estádio Mané Garrincha, em Brasília, em duelo válido pela 22ª rodada da competição. O duelo vai acontecer na capital federal porque os goianos venderam o mando de campo.

O Vasco tem 38 pontos e, mesmo se for derrotado, seguirá no G4 uma vez que tem quatro pontos de vantagem para a Ponte Preta, quinta colocada. Já o Atlético-GO, que tem dez pontos a menos e está na parte intermediária da tabela de classificação, luta contra a irregularidade. Isso porque, o time venceu a mesma Ponte Preta por 4 a 3, fora de casa na terça-feira, e perdeu por 3 a 0 como anfitrião para o Boa Esporte-MG, na partida anterior.

Joel Santana, técnico do Vasco, espera dificuldades na partida deste sábado e faz elogios ao adversário: "Não vamos enfrentar um time bobo e sim uma equipe que até pouco tempo estava na primeira divisão. O Atlético sempre costuma criar problemas e agora não vai ser diferente, já que deseja a vitória tanto quanto o Vasco. Ainda não estamos no nosso ideal, mas acredito que meu grupo tenha potencial para construir um resultado positivo", disse Joel.

Os jogadores vascaínos entendem que a atitude do time tem que ser a mesma dos jogos anteriores: "Nós precisamos jogar com a mesma autoridade com que ganhamos do Luverdense-MT, na terça-feira, por exemplo. Tenho certeza de que estamos progredindo tecnicamente e taticamente. Sendo assim, se continuarmos com uma boa atitude em campo, sempre tomando as iniciativas e tentando controlas as ações, vamos conseguir o resultado que nos interessa", previu o lateral Diego Renan.

O Vasco tem três alterações para esta partida. O goleiro Martin Silva, que estava servindo à seleção uruguaia em amistosos internacionais, e o volante Pedro Ken, que cumpriu suspensão diante do LEC, reaparecem nas vagas de Jordi e Jhon Cley, respectivamente. Por outro lado, o atacante Kleber Gladiador fica de fora por acúmulo de cartões amarelos e seu posto será ocupado pelo jovem Thalles.

Pelo lado do Atlético-GO, o técnico Wagner Lopes entende que sua equipe pode, assim como planeja o Vasco, embalar. Ele estreou no triunfo sobre a Macaca e sonha com dias melhores. "Estamos no meio da tabela e nos próximos jogos vamos definir pelo que vamos lutar e se vamos realmente lutar por alguma coisa. Portanto, se pegarmos embalo neste momento podemos lutar pelo acesso. Acredito que temos condições para isso", disse Wagner.

Em termos de escalação, o Dragão não poderá contar com o zagueiro Lino, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Assim, Artur assume o posto. O restante da equipe terá a mesma base do duelo com a Ponte Preta.

No primeiro turno as duas equipes se enfrentaram em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), e o Vasco ganhou por 3 a 0, com dois gols do lateral Marlon, após Douglas ter aberto o placar.

FICHA TÉCNICA -  ATLÉTICO-GO X VASCO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 13 de setembro de 2014 (Sábado)
Horário: 16h10(de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Carlos Henrique Selbach (RS)

ATLÉTICO-GO: Márcio, Jonas, Adriano Alves, Artur e Thiago Feltri; Marcus Winícius, Wagner Carioca, Pedro Bambu e Jorginho; André Luis e Yago
Técnico: Wagner Lopes

VASCO: Martín Silva, Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Lorran; Pablo Guiñazu, Fabrício, Pedro Ken, Douglas e Maxi Rodríguez; Thalles
Técnico: Joel Santana

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.