Vitória deixou o time pernambucano a quatro pontos do Vasco, atual quarto colocado na Série B do Brasileirão

Náutico e Ceará entraram em campo nesta sexta-feira com sete pontos de diferença na tabela da Série B , mas a vantagem foi reduzida com a vitória do Timbu por 2 a 1. Com o triunfo na Arena Pernambuco, o Náutico alcançou os 34 pontos e subiu cinco posições, enquanto o Ceará, que tinha a expectativa de assumir a liderança nessa rodada, permaneceu na terceira colocação com 38.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro

A partida começou sem grandes chances dos dois lados, com as duas equipes se estudando dentro de campo. No entanto, bastaram oito minutos para esse cenário mudar, quando o atacante Sassá recebeu de Vinícius na área, aproveitou o vacilo da zaga cearense e empurrou para o gol, abrindo o placar para o Náutico.

Aos dez minutos, o Ceará quase chegou ao empate com um gol olímpico, quando Ricardinho cobrou escanteio direto e o goleiro Júlio César esticou o braço para impedir a bola de chegar às redes. Dois minutos depois, em novo escanteio para o Alvinegro, Ricardinho tentou repetir o lance, mas somente viu a bola sair pela linha de fundo, em tiro de meta para o Náutico.

Mesmo jogando em casa, o Timbu se fechou e passou a buscar o contra-ataque. Do outro lado, o Vovô passou a pressionar em busca da igualdade no placar. Aos 32 minutos, o Ceará já cobrava o sétimo escanteio - enquanto o Náutico ainda não havia cobrado nenhum. Um minuto depois, no contra-ataque após o lance de ataque cearense, o Alvirrubro ampliou o placar com Sassá, que recebeu sozinho na entrada da área e chutou cruzado para fazer o seu segundo gol no jogo.

Em seguida, uma série de cartões amarelos. Pelo Ceará, o atacante Bill recebeu por reclamação e o meia João Carlos recebeu por uma falta dura em Vinícius. Do lado do Náutico, os meias João Ananias e Paulinho foram amarelados pelo árbitro Fábio Filipus.

No intervalo do jogo, houve troca de meias e atacantes do Ceará: Nikão deixou o campo para a entrada de Souza e Bill foi substituído por Lima. Aos 13 da segunda etapa, o atacante Crislan teve a chance de aumentar a vantagem pernambucana, mas a tentativa de primeira foi desviada pela zaga.

Na sequência, aos 16, o Ceará diminuiu com Magno Alves. O atacante aproveitou o rebote e chutou no canto esquerdo de Julio Cesar. Um minuto depois, o gol de empate quase saiu novamente aos pés de Magno, que recebeu livre pela esquerda e arriscou o chute cruzado, que saiu à esquerda do gol do Náutico.

Aos 24, o técnico Dado Cavalcanti fez as três substituições de uma vez no Timbu, tirando o meia Marcelo Cañete para a entrada de Elicarlos, Vinícius para a entrada de Guilherme e Crislan para a estreia do atacante Bruno Furlan com a camisa do Náutico. No Ceará, Eduardo foi substituído por Assisinho. Enquanto isso, o volante Souza e o zagueiro Alex Lima, do Ceará, e o atacante Guilherme, do Alvirrubro, receberam amarelo.

Quando a arbitragem sinalizou quatro minutos de acréscimo, o Vovô ainda tentou o gol da igualdade, mas todas as chances de empate foram travadas pela zaga do Timbu.

O Náutico ainda teve a chance de ampliar o marcador - e fazer o seu terceiro gol no jogo - aos 47 da etapa final, quando Sassá recebeu livre na área, chutou cruzado e viu a bola bater na trave, atravessar a linha do gol e não entrar.

FICHA TÉCNICA -  NÁUTICO 2 X 1 CEARÁ

Local: Arena Pernambuco, em Recife (PE)
Data: 12 de setembro de 2014, sexta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Fábio Filipus (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta (ambos do PR)
Público: 7.341 pagantes
Renda: R$ 180.335,00
Cartões amarelos: João Ananias, Paulinho e Guilherme (Náutico); Bill, João Marcos, Souza e Alex Lima (Ceará)
Gols:
NÁUTICO: Sassá, aos oito e aos 33 do primeiro tempo
CEARÁ: Magno Alves, aos 16 do segundo tempo

NÁUTICO: Julio Cesar; Rafael Cruz, William Alves, Renato Chaves e Raí; João Ananias, Paulinho, Vinícius (Guilherme) e Cañete (Elicarlos); Sassá e Crislan (Bruno Furlan).
Técnico: Dado Cavalcanti

CEARÁ: Luis Carlos; Samuel Xavier, Alex Lima, Amaral e Vicente; João Marcos, Ricardinho, Nikão (Souza) e Eduardo (Assisinho); Magno Alves e Bill (Lima).
Técnico: Sérgio Soares

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.