Com 20 pontos, time paranaense se iguala ao adversário, que segue fora do grupo dos piores pelos critérios de desempate

Robinho fez o primeiro gol do Coritiba diante da Chapecoense
Heuler Andrey/Getty Images
Robinho fez o primeiro gol do Coritiba diante da Chapecoense

O Coritiba começou o returno do Campeonato Brasileiro dando uma nova esperança ao torcedor depois de bater a Chapecoense por 3 a 0, no Estádio Couto Pereira. A vitória não foi suficiente para fazer o time sair da zona de rebaixamento, mas com 20 pontos ganhos, serviu para igualar com o adversário, que está fora apenas pelos critérios de desempate.

Não demorou nem um minuto de bola rolando para abrir o Coritiba abrir o placar, com Robinho desviando finalização de Martinuccio. Aos 13 minutos, Martinuccio pegou rebote para fazer seu primeiro gol com a camisa coxa-branca. Depois do intervalo, aos 30 minutos, Joel fechou a conta.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Santos, sábado, na Vila Belmiro, no litoral paulista. Já a Chapecoense volta a campo no mesmo dia para enfrentar o Sport, na Arena Condá, em Chapecó.

Veja imagens dos jogos desta rodada do Brasileirão:

O jogo

Depois de um pequeno atraso para o apito inicial depois que a arbitragem mandou retirar das arquibancadas uma faixa contra o árbitro Wagner Reway, que prejudicou o Alviverde na derrota para o Flamengo, pela Copa do Brasil, o Coxa precisou de pouco mais de 30 segundos para abrir o placar com Robinho, que aproveitou finalização torta de Martinuccio para desviar para as redes. A pressão era total e, aos três minutos, Welinton apareceu na área para testar firme e obrigar Danilo a fazer boa defesa.

O Coritiba começou com um ritmo alucinante, tentando matar o jogo rapidamente, sem dar tempo para os catarinenses se acertarem. As 12 minutos, Martinuccio mandou no ângulo e Danilo mais uma vez salvou. Porém, um minuto depois, não teve jeito. Martinuccio pegou rebote após cobrança de escanteio e estufou as redes. De longe, o atacante argentino tentou mais uma vez, aos 19 minutos, e Danilo defendeu em dois tempos.

A Chapecoense não conseguia jogar. Aos 25 minutos, após cobrança de falta, Hélder se esticou para desviar e a bola passou por cima da meta. Tentando equilibrar as ações, os catarinenses passaram a ficar mais com a posse de bola, mas sem transformar isso em ataques. Do outro lado, o Coxa administrava bem. Aos 38 minutos, Tiago Luis fez o cruzamento e Welinton chegou antes de Bruno Rangel para cortar.

Depois do intervalo, a Chape voltou com Fabinho Alves no lugar de Zezinho. Aos dois minutos, Robinho cobrou falta na área, Zé Love foi travado pela defesa e ficou no chão pedindo pênalti, não marcado. Aos sete minutos, Zé Love tentou surpreender o goleiro com um toque por cobertura e a bola saiu pela linha de fundo, com perigo.

O segundo tempo era tecnicamente muito fraco, sem grandes oportunidades e muitos erros de ambos os lados. Tentando dar mais movimentação ao ataque, o técnico Marquinhos Santos colocou em campo o camaronês Joel. Sem conseguir penetrar na defesa coxa-branca, Camilo arriscou de longe, aos 20 minutos, e carimbou a zaga. Até que, aos 30 minutos, Joel aproveitou jogada iniciada com Elber e, com tranquilidade, tocou na saída do goleiro para marcar.

O jovem Douglas, em sua primeira jogada no time profissional, invadiu a área, aos 37 minutos, e soltou a bomba para defesa de Danilo. Em uma rara jogada no ataque da Chape, aos 42 minutos, Leandro, caído na gramado, conseguiu chutar para grande defesa de Vanderlei, garantindo a boa atuação do Coritiba em todos os setores.

FICHA TÉCNICA -  CORITIBA 3 X 0 CHAPECOENSE
Local:
Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba-PR
Data: 10 de setembro de 2014, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Devarly Lira do Rosario-ES
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires-ES e Vanderson Antonio Zanotti-ES
Cartões amarelos: Martinuccio, Noerberto e Welinton (Coritiba); Camilo (Chapecoense)

GOLS
CORITIBA: Robinho, a 01 minuto e Martinuccio, aos 13 minutos do primeiro tempo; Joel, aos 30 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Vanderlei, Norberto, Leandro Almeida, Welinton, Carlinhos; Hélder, Rosinei, Elber (Douglas) e Robinho; Martinuccio (Dudu) e Zé Love (Joel)
Técnico: Marquinhos Santos

CHAPECOENSE : Danilo; Fabiano, Grolli, Jaílton e Enrique Meza; Wanderson (Camilo), Abuda, Zezinho (Fabinho Alves) e Dedé; Tiago Luis (Leandro) e Bruno Rangel
Técnico: Celso Rodrigues

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.