O técnico Enderson Moreira vai cobrar um término mais efetivo para as jogadas construídas pela equipe

O Santos não goleou o Vitória no último sábado porque desperdiçou oportunidades claras de gol. Perdendo ao menos uma chance enorme com Leandro Damião e uma grande com Gabriel, o time alvinegro triunfou por 3 a 1 sobre o lanterna , com mais dificuldade do que era necessário.

Edu Dracena, zagueiro do Santos
Ivan Storti/Divulgação Santos FC
Edu Dracena, zagueiro do Santos

"Não pode perder inúmeras chances e dar brecha, porque os adversários têm qualidade", resumiu o beque Edu Dracena, que, com os atacantes descalibrados, precisou dar uma mão. Foi com dois desvios dele de cabeça, completados pelo também zagueiro David Braz, que a equipe finalmente abriu vantagem.

Leandro Damião deixou o Pacaembu aliviado por ter transformado aplausos em vaias ao marcar o terceiro gol, mas a promessa é de trabalho para minimizar os erros. O técnico Enderson Moreira vai cobrar um término mais efetivo para as jogadas construídas pelo Santos.

"É o cuidado que você precisa ter: criar situações e terminar bem os lances. Fazer gol não é fácil. Às vezes, a bola sobe um pouco e tira a condição. Vamos continuar com os trabalhos de finalização. A questão fundamental é ter a tranquilidade necessária na hora de bater", disse o treinador.

Enderson espera que seus homens de frente passem giz no taco antes da partida de quarta-feira, contra o Sport, em Recife. Ainda sem Robinho, a serviço da Seleção Brasileira, a equipe alvinegra terá os mesmos três atacantes do último sábado: Gabriel, Damião e Thiago Ribeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.