As seleções fizeram jogo equilibrado, mas os goleiros Ochoa e Bravo brilharam e impediram a alteração no placar da partida

Alexis Sanchez tenta passar por Vazquez no empate sem gols entre México e Chile
Kelley L Cox/Reuters
Alexis Sanchez tenta passar por Vazquez no empate sem gols entre México e Chile

As mais de 70 mil pessoas que acompanharam o amistoso entre México e Chile na Califórnia, nos Estados Unidos, na madrugada deste domingo, foram para casa sem ver gols. Em duelo parelho, as duas seleções não saíram do 0 a 0. Destaque para os dois goleiros, Ochoa e Bravo, os que mais trabalharam durante os 90 minutos.

No primeiro tempo, os mexicanos apostaram em rápidos contra-ataques na tentativa de abrir o placar na Califórnia, mas não conseguiram furar a defesa chilena. Por sua vez, o Chile deu muito trabalho a Ochoa, obrigado a fazer diversas defesas.

Na etapa final as estratégias mantiveram-se as mesmas, porém o México teve mais sucesso. Aos 21 minutos, Orozco perdeu um gol feito de dentro da grande área, após receber de Guardado. Ele pegou mal na bola e acabou mandando por cima do gol. Pouco tempo depois, Orozco ainda teve nova chance, mas não conseguiu abrir o placar.

A melhor chance do Chile veio apenas aos 42 minutos, quando o apito final já se aproximava. Vidal chutou de fora da área e viu a bola ir para fora do gol de Ochoa. Assim, o duelo terminou mesmo sem gols. As duas seleções caíram nas oitavas de final da Copa do Mundo, o Chile foi eliminado pelo Brasil e o México pela Holanda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.