Um dia depois de ficar diante do goleiro do Criciúma, meia são-paulino esbanjava felicidade no CT da Barra Funda por ter optado pelo passe

A tese de Muricy Ramalho de que Paulo Henrique Ganso prefere colocar um companheiro em situação de gol em vez de ele próprio balançar a rede não é totalmente sem fundamento. Nesta sexta-feira, um dia depois de ficar diante do goleiro do Criciúma, o meia do São Paulo esbanjava felicidade no CT da Barra Funda por ter optado pelo passe a Kaká. Foi do camisa 8 o segundo gol na vitória por 2 a 0.

"Todo o mundo gosta de fazer gol, mas eu prefiro dar passe, gosto de deixar o companheiro na cara do gol", admitiu Ganso, sorrindo. "Nosso time é muito coletivo, e o Kaká merecia o gol. Deu um pouquinho de sorte também".

A briga constante de Muricy com o jogador é para se apresentar mais à área, o que ele tem feito ultimamente. A fase atual é sua melhor desde que chegou ao clube, em setembro de 2012. Ele atuou em 40 dos 43 jogos da equipe na temporada, marcou cinco gols e deu 11 assistências - o passe para Kaká, na quinta-feira, não foi considerado uma assistência, porque o companheiro concluiu após rebote de sua própria finalização em cima do goleiro Galatto.

"No ano passado, eu já tinha feito bastantes jogos, mas isso se deve ao trabalho em conjunto com a comissão técnica, os trabalhos de reforço muscular e físico dentro de campo. Em um dia, você se poupa mais para, no outro, pegar mais pesado e estar 100% nos jogos", comentou o camisa 10, que não havia participado das últimas duas partidas (poupado no primeiro duelo com o Criciúma pela Copa Sul-Americana e suspenso no Campeonato Brasileiro).

A felicidade de Kaká nesta sexta-feira não era menor do que a de Ganso. Depois de fazer trabalho regenerativo com os demais titulares, ele comentou que correu para a área (pelas costas de Ganso) porque sabia que receberia o passe. "Ele ia me ver", justificou, abrindo um sorriso pelo sucesso da jogada, que resultou em seu segundo gol desde o retorno ao clube.

A dupla volta a atuar neste domingo, diante do Sport, novamente no Morumbi, mas em duelo válido pelo encerramento do primeiro turno do Brasileiro. O São Paulo ocupa a terceira colocação da competição nacional, nove pontos abaixo do líder Cruzeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.