Em um gelado Morumbi, equipe paulista precisou de ajuda da defesa rival para, com gols de Edson Silva e Kaká, fazer 2 a 0 e garantir vaga nas oitavas de final do torneio continental

Jogadores do São Paulo comemoram gol de Kaká no duelo com o Criciúma pela Copa Sul-Americana
Gazeta Press
Jogadores do São Paulo comemoram gol de Kaká no duelo com o Criciúma pela Copa Sul-Americana

Não foi desta vez que o São Paulo voltou a cair para um time pequeno em mata-mata. Após eliminações seguidas para Ponte Preta, Penapolense e Bragantino, a equipe do Morumbi venceu o Criciúma por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, espantou nova zebra e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana .

Derrotados na partida de ida por 2 a 1, os são-paulinos precisavam de um placar simples para avançar. Ao Criciúma bastava um empate, mas suas próprias falhas defensivas facilitaram os gols marcados por Edson Silva e Kaká e jogaram a classificação pelo ralo.

Na próxima fase, o time de Muricy Ramalho irá enfrentar o vencedor do duelo entre Huachipato, do Chile, e Universidad de Quito, do Equador. Os jogos ainda não têm datas definidas.

O próximo compromisso tricolor será contra o Sport, no domingo, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, novamente no Morumbi. O clube ocupa a terceira posição no torneio, com 33 pontos, nove a menos que o líder Cruzeiro. Já o Criciúma, 17º colocado, recebe o Corinthians.

Falhas do Criciúma resolvem

O frio que dominou o estádio do Morumbi na noite desta quarta-feira parecia ter contaminado os jogadores do São Paulo. Precisando de gols, a equipe começou a partida em ritmo lento, parando na defesa bem postada do Criciúma e não conseguindo ameaçar o rival. Pelo contrário, foi dos visitantes a primeira grande chance, com Lucca desperdiçando com a meta de Rogério Ceni aberta.

Se estava difícil para os são-paulinos criarem oportunidades para marcar, os catarinenses resolveram dar uma mãozinha. Primeiro, e somente aos 32 minutos da etapa inicial, o zagueiro Ronaldo Alves se atrapalhou em escanteio cobrado por Osvaldo e mandou contra as próprias redes. A arbitragem deu gol para Edson Silva, que subiu no lance e ajudou a confundir o adversário.

Pouco depois, aos 40, a falha foi generalizada. Rafael Tolói deu um chutão para a frente e os defensores do Criciúma erraram a linha de impedimento, deixando Paulo Henrique Ganso entrar livre em condições. O meia invadiu a área e tocou para Kaká, que precisou de duas tentativas para superar o goleiro Galatto. No rebote, fez 2 a 0 no Morumbi.

Espaço aparece, mas pontaria vai mal

O Criciúma fez o que precisava no segundo tempo: saiu para o jogo. Com espaço, o São Paulo demorou novamente para engrenar, mas teve a tranquilidade necessária para explorar contra-ataques. O problema é que a pontaria não ajudou.

Foram três chances claríssimas de matar a partida. Na primeira, Paulo Miranda tabelou com Alan Kardec e chutou para a defesa de Galatto. Depois, foi Kardec, que limpo na cara do goleiro do Criciúma, errou a finalização. Osvaldo encerrou a série de chances perdidas ao tocar para fora bola em cruzamento de Michel Bastos.

Os catarinenses ensaiaram uma pressão nos minutos finais do confronto, mas a diferença técnica ficou evidente. O São Paulo controlou a posse bola e deu pouco espaço para os adversários. Vitória justa no Morumbi, apesar do futebol fraco.

FICHA TÉCNICA -  SÃO PAULO 2 X 0 CRICIÚMA
Local:
Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 4 de setembro de 2014 (quinta-feira)
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques 
Assistentes: Márcio Santiago e Fábio Pereira
Público: 10.140 pessoas (total)
Renda: R$ 243.560,00

Gols
SÃO PAULO:
Edson Silva, aos 32, e Kaká, aos 40 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Michel Bastos; Souza, Denilson, Ganso e Kaká (Boschilia); Osvaldo (Reinaldo) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

CRICIÚMA: Galatto; Luis Felipe; Alcides, Ronaldo Alves e Giovanni (Ronaldo Mendes); Serginho, João Vitor, Cléber Santana e Wellington Bruno (Souza); Silvinho e Lucca (Rafael Costa)
Técnico: Wilson Vaterkemper

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.