Atacante será julgado pela expulsão no jogo contra o Grêmio, no qual recebeu cartão vermelho após confusão com Alan Ruiz

Guerrero , atacante do Corinthians
Daniel Vorley/Agif/Gazeta Press
Guerrero , atacante do Corinthians

O Corinthians corre o risco de ficar mais tempo do que imaginava sem poder contar com Paolo Guerrero. O atacante será julgado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) na quarta-feira pela expulsão na partida contra o Grêmio, no último dia 24, pelo Campeonato Brasileiro . Se for considerado culpado, terá suspensão de quatro a 12 partidas.

O peruano se envolveu em confusão com Alán Ruiz, e o árbitro Heber Roberto Lopes lhe mostrou o cartão vermelho em Porto Alegre. Em novo capítulo das recentes batalhas entre clube e tribunal, Guerrero foi incurso no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): "praticar agressão física durante a partida". 

No lance em questão, Guerrero saiu em defesa de Elias, que estava caído após uma disputa com o goleiro Marcelo Grohe. O centroavante e Alán Ruiz se encararam, com as testas coladas, e o corintiano foi empurrado pelas costas por Zé Roberto. Nesse momento, Ruiz caiu, e o juiz interpretou o ocorrido como uma cabeçada.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.