Tamanho do texto

Por ter perdido por 2 a 1 o primeiro jogo, em Criciúma, o São Paulo precisa de uma vitória por 1 a 0 para avançar às oitavas

Supervisionados pela preparação física na semana passada, o zagueiro Antônio Carlos e o atacante Luis Fabiano poderão estar de volta na próxima partida do São Paulo, contra o Criciúma, pela Copa Sul-americana, na quinta-feira. Até porque Muricy Ramalho já adiantou que dará descanso àqueles que estão atuando.

Muricy deixa Santa Catarina conformado com empate: "Não foi tão ruim"

A tendência é que aqueles que atuaram nas duas partidas em Santa Catarina, contra Criciúma (no jogo de ida do torneio continental) e Figueirense (pelo Campeonato Brasileiro), apresentem maior nível de desgaste físico e sejam poupados para a partida decisiva de quinta-feira, no Morumbi, quando o São Paulo precisa vencer para não ser eliminado.

Muricy, técnico do São Paulo
Cristiano Andujar/Getty Images
Muricy, técnico do São Paulo

Por ter perdido por 2 a 1 o primeiro jogo, em Criciúma, a equipe treinada por Muricy precisará de uma vitória por 1 a 0 para avançar às oitavas de final. Se sofrer um gol, precisará de dois ou mais. Caso contrário, sofrerá a quarta eliminação desde novembro do ano passado.

"É um jogo importante, e estamos muito bem no Brasileiro. Vão voltar agora alguns jogadores, e a gente vai poder mesclar também. Se a gente estivesse com todos à disposição, a gente não correria o risco de, toda hora, estar mexendo. Mas estamos tendo muita dificuldade. Na segunda-feira, tem que ir de acordo com o que vem acontecendo", disse o técnico.

"Jogar quinta e domingo é complicado demais. Tem que olhar o jogador. Para mim, o mais importante é ouvir os jogadores. Com alguns, tem que tomar cuidado. Os exames mostram que esses jogadores têm problemas depois dos jogos. Na quinta-feira, não vai ser diferente", acrescentou, após o empate por 1 a 1 com o Figueirense, em Florianópolis.

A reapresentação será na tarde desta segunda-feira, no CT da Barra Funda. Se a comissão técnica seguir a programação habitual, os atletas que atuaram na capital catarinense farão trabalho regenerativo no Reffis, praticamente vazio desde que Antônio Carlos e Luis Fabiano se recuperaram - o único lesionado é o zagueiro Rodrigo Caio, que só volta em 2015.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.