Argentino conseguiu apenas uma vitória no Campeonato Brasileiro e acabou dispensado pelo clube paulista

O argentino Ricardo Gareca deixou o Palmeiras
Friedemann Vogel/Getty Images
O argentino Ricardo Gareca deixou o Palmeiras

Ricardo Gareca não é mais o técnico do Palmeiras . Após reunião nesta segunda-feira na Academia de Futebol, a diretoria optou pelo desligamento do argentino. Com a saída dele, o auxiliar Alberto Valentim é quem deve comandar o time na partida contra o Atlético-MG, quinta-feira, em duelo pela Copa do Brasil. E Dorival Júnior, hoje sem clube, é o nome da vez para assumir o cargo.

Leia também:  Dança das cadeiras de técnicos não terá fim enquanto não houver regra contra ela

Em nota publicada no site, o Palmeiras escreveu: "A Sociedade Esportiva Palmeiras agradece os serviços prestados pelo técnico e deseja sorte na sequência de sua carreira". Minutos após o anúncio, Gareca falou com os jornalistas na Academia de Futebol: "É uma decisão da diretoria e tenho de aceitar. Muito obrigado por tudo. Agradeço a diretoria, jogadores, Omar, Brunoro e todos que confiaram em mim. Todos colaboraram conosco. Lamentavelmente, não pudemos dar resultados. É duro para nós, mas essa é a realidade do futebol. Tiveram demasiada paciência."

Confira em fotos os técnicos disponíveis no mercado: 

"Saio decepcionado por mim, não por diretoria, jogadores ou torcida. Decepcionado porque não pude devolver toda essa confiança. O Palmeiras é um clube magnífico. Peço desculpa ao torcedor. Só tenho a agradecer ao clube pela oportunidade", completou o argentino.

Ironicamente, a demissão de Gareca aconteceu horas depois dele afirmar que não abandonaria o barco. Depois da derrota por 1 a 0 para o Internacional, o comandante disse que "lutaria até o fim" e  "não gostaria de sair" . O diretor executivo José Carlos Brunoro, por sua vez, afirmou ter limtes com o treinador e sugeriu mudanças no sistema tático da equipe .

"É uma situação difícil, um técnico estrangeiro no Brasil... É complicado. Não tive os resultados esperados. Queria ter ficado aqui e tirar o time desta situação ruim. Mas o clube teve respeito comigo e entendo a decisão. Não estou decepcionado com a diretoria. Estou decepcionado com os resultados ruins", avaliou o técnico, que não descartou trabalhar de novo no Brasil futuramente. "Voltaria ao Brasil com gosto, mas em outro time. E, espero, com outros resultados."

Demissão vai render quase R$ 1 milhão a Gareca

Ricardo Gareca deixa o Palmeiras a uma posição da zona de rebaixamento com apenas quatro vitórias, um empate e oito derrotas em 13 jogos - um aproveitamento de 33% .  Além dele, deixam o clube o preparador físico Néstor Bonillo e o auxiliar técnico Sergio Santín. 

Como herança, o argentino deixa no clube compatriotas que ele pediu. São os casos do zagueiro Tobio, do meia Allione e dos atacantes Cristaldo e Paulo Mouche.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.