Garoto usou rede social para condenar racismo e apoiar o pai

Filho de Aranha usou rede social para dizer que tem orgulho do pai
Reprodução/Instagram
Filho de Aranha usou rede social para dizer que tem orgulho do pai

As ofensas racistas dirigidas ao goleiro do Santos, Aranha, por alguns torcedores do Grêmio, na partida da quinta-feira , em Porto Alegre, levaram o garoto Bernardo, 14 anos, filho do goleiro a se manifestar contra o racismo.

Grêmio diz que vai expulsar torcedores racistas se eles forem sócios do clube

O jovem Aranha Jr, como gosta de ser chamado, manifestou-se pelas redes sociais mostrando seu inconformismo e enaltecendo o pai. "Já cansei disso, que palhaçada! Até quando? Isso vai acabar? Eu tenho orgulho de ter um pai negro", escreveu.

Bernardo é conhecido por quase todos no Santos, inclusive pelos jornalistas. Com o sonho de seguir os passos do pai, Aranha Jr frequentemente participa dos treinamentos junto com o goleiro de 34 anos, ajuda o preparador Arzul, aquece com todos os arqueiros do Santos. Tudo para, quem sabe, um dia também ser profissional no gol.

"O racismo é inadmissível. Mas se ainda existe, vamos combater! Obrigado pelo apoio; esporte também é cumplicidade!", manifestou o clube, também por meio de uma rede social.

Aranha preferiu não ir à delegacia após o jogo e ainda não se sabe quais serão os próximos passos. O goleiro e a diretoria do Santos devem analisar quais medidas jurídicas poderão ser tomadas diante de um escândalo como este.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.